O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Resenha: HD externo Western Digital My Book Premium Edition II de 1TB

Finalmente resolvi meus problemas de armazenamento por mais um bom tempo. Desde a semana passada, estou com um novo HD My Book Premium Edition II de 1TB da Western Digital. Sim, 1TB; 1.000GB. Na verdade, 931,5GB de capacidade formatada, segundo o Disk Utility.

Publicidade

Western Digital My Book Premium Edition II de 1TB (1/11)

Até recentemente eu estava desesperado por armazenamento; não por falta de espaço, mas pela minha necessidade de fazer backups (sempre redundantes) dos meus arquivos. Já passei pela experiência de perder dados valiosos e não é nada legal.

No meu MacBook Pro, tenho um HD interno de 160GB, que uso para armazenar todos os meus arquivos, junto com as minhas fotos e músicas, até a semana passada. Cito fotos e músicas porque, no meu caso, são duas coisas que consomem um espaço considerável de armazenamento: 30GB e 65GB, aproximadamente. Junto com todo o resto, de semana em semana eu estava oscilando entre 5 e 15GB de espaço livre em disco, tendo que gravar DVDs e mais DVDs toda hora para conseguir continuar trabalhando.

Publicidade

Há cerca de 4 anos possuo um outro HD externo, também da Western Digital, de 60GB. Na época que o comprei, acredito que a relação de espaço era mais ou menos a mesma do que é 1TB hoje, para nós. Vejam o quanto que ele me serviu; ainda agora não sei se vale a pena vendê-lo, visto que já o conectei na porta FireWire 400 traseira do My Book e posso continuar utilizando-o sem problemas — e sem ocupar a entrada FireWire 400 do meu MacBook Pro. Nele, eu sempre fiz backup dos meus arquivos e documentos importantes (pasta Home em geral) junto com as minhas fotos, que salvo via recurso de vaults do Aperture.

Western Digital My Book Premium Edition II de 1TB (7/11)

Publicidade

O backup das minhas músicas, é claro, eu fazia e continuo fazendo no meu iPod (de 80GB) — que não deve demorar muito para lotar, mas aí são outros 500 (não gigas). O que me aliviou muito com a compra do My Book foi poder, finalmente, retirar esses (atuais) 65GB da minha biblioteca do iTunes do meu HD principal interno do laptop, e jogar isso tudo para o externo — mantendo o backup no próprio iPod. Uma vez perdi uma coleção de 2.500 músicas e a revolta foi tão grande que fiquei sem abrir o iTunes por mais de 1 ano (hehe). Hoje, com quase 16.000, eu não me arrisco a brincar com isso por nada.

Western Digital My Book Premium Edition II de 1TB (8/11)

O My Book Premium Edition II é tripla interface: ele funciona via USB 2.0, FireWire 400 e FireWire 800. Para a minha felicidade, meu MacBook Pro possui uma entrada FireWire 800 (até então nunca utilizada) e, obviamente, pela velocidade de transferência de dados (800Mbits/seg. contra 400Mbits/seg. do FireWire 400 e 480Mbits/seg. do USB 2.0), esta foi a interface escolhida por mim.

Publicidade

Western Digital My Book Premium Edition II de 1TB (3/11)

Se comparado com o tamanho do meu (já antigo) Western Digital de 60GB, o My Book é bem grandinho e pesado — mas não é algo que me preocupa tanto, já que ele ficará aqui na minha mesa e, por não ser um HD portátil, desde que decidi pela compra não pensei em levá-lo em viagens ou coisa do tipo. Ele mede cerca de 17,4cm de altura, 15,9cm de comprimento e 10,4cm de largura, pesando pouco menos de 2kg.

Western Digital My Book Premium Edition II de 1TB (5/11)

Compatível tanto com Mac quanto com Windows, o pacote acompanha os 3 cabos de conexão de interfaces (FireWire 800, 400 e USB 2.0), cabo e caixinha de força e um guia de instalação com CD. Ao contrário do Windows, no Mac não é necessário que se instale o software antes de conectar o HD, e foi o que preferi fazer. Conectei no MacBook Pro, logo ele foi reconhecido e pude reformatá-lo para “Mac OS Extended (Journaled)”, vez que ele vem originalmente formatado em “MS-DOS (FAT)”, o melhor formato para uso no Windows.

Time Machine

O melhor de tudo, é claro, foi ele ter chegado ao mesmo tempo em que chega o Mac OS X 10.5 Leopard. Com isso, já pude começar a usar um dos recursos mais esperados e revolucionários do novo sistema operacional: o Time Machine.

Time Machine rodando

Sua configuração foi super simples e logo uma nova pasta havia sido criada dentro do My Book com toda a bagunça que o sistema de backup automatizado da Apple faz. Além de ter espaço de sobra para meus backups, agora eu nem mais preciso me preocupar em verificar se meus dados estão atualizados no HD externo, como fazia de 2 em 2 ou 4 em 4 semanas, a depender da minha vontade e disponibilidade.

Western Digital My Book Premium Edition II de 1TB (11/11)

Estou muito satisfeito com a minha compra.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

hulu: Joost pelo browser?

Próximo Artigo

O inacreditável Paint

Posts Relacionados