O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Sapiens: mais um launcher para o Mac OS X, desta vez para quem gosta de usar o mouse

Ícone do SapiensOs adoradores do mouse (ou quem é contra o excessivo uso do teclado) vão adorar conhecer o Sapiens, aplicativo da Donelleschi Software feito para lançar aplicativos via “gestos” realizados com o cursor. Mais do que um simples launcher, ele oferece alguns atalhos interessantes no trabalho com arquivos e é inteligente: aos poucos, ele passará a te sugerir com destaque o software que você está procurando no momento em que o requisitou.

Publicidade

A chamada para o Sapiens é feita através de um círculo na tela. Daí, um overlay como o demonstrado abaixo se abre com opções de aplicativos que você pode abrir, separados hierarquicamente por tamanho de acordo com o que ele acha mais pertinente em relação ao que você procura:

Sapiens

Publicidade

Se o programa não estiver na lista, você pode (aí sim) começar a digitar o seu nome e ele funcionará como um launcher comum.

De acordo com o desenvolvedor, 2 ou 3 dias em média são necessários para que ele comece a fazer sugestões mais certeiras com relação ao programa que você deseja abrir. Em sua tela de preferências há até mesmo um indicador de “conhecimento” que o Sapiens já tem em relação aos seus hábitos de uso.

O acesso via mouse e teclado são totalmente configuráveis. Você pode escolher, inclusive, quantos círculos deseja fazer na tela para que ele seja ativado.

Publicidade

Como falei anteriormente, ele não funciona apenas como um simples lançador. Se você clicar em um arquivo e arrastá-lo formando um círculo (ainda com o arquivo “preso” no mouse), a mesma janela flutuante para seleção de aplicativos aparecerá, e você poderá soltar o arquivo em qualquer um dos aplicativos para escolher em que programa quer que ele seja aberto.

O Sapiens, infelizmente, não é gratuito. O shareware está custando US$20 em preço promocional de lançamento.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

Ubuntu lidera a corrida nas empresas com Linux

Próximo Artigo

Dell lança XPS M1530 para brigar com MacBook Pro

Posts Relacionados