O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

A (r)evolução do Mac OS X

FinderSim, porque um dia, num passado longínquo, o Mac OS X já foi meio feioso e desajeitado. É, as coisas evoluem. Muito.

Publicidade

Obviamente, a Apple começou trabalhando no núcleo do sistema, e não em sua aparência. A primeira preocupação foi transportar o Mac OS para o ambiente UNIX. Esse trabalho, entretanto, não foi iniciado do zero.

Quando retornou à Apple, não foi apenas a própria presença que Steve Jobs levou à empresa — a Apple comprou a NeXT, então empresa de Jobs. A NeXT havia desenvolvido um sistema operacional UNIX de vanguarda, com os recursos drag&drop, rolagem de janelas em tempo real e um Dock arcaico, só para citar a interface gráfica. O então NeXTSTEP abriu caminho para o OpenStep — ambos a base do OS X — a partir de uma parceria com a Sun. E maiores explicações a respeito disso dariam assunto de sobra para outro post muito mais técnico e detalhado, acreditem.

Publicidade

Há um vídeo que postei faz algum tempo em que Steve explica durante mais de meia hora todas as funcionalidades do NeXTSTEP.

1. Mac OS X Developer Preview 1

Entre 1996 e o anúncio do Mac OS X em 1998, o projeto se chamava Rhapsody. Basicamente, é o OpenStep portado para a plataforma PowerPC, com uma interface à lá Mac OS 9, para ficar mais Apple-like.

Publicidade

Mac OS X DP1

Nada de muito novo em termos de interface para quem já conhecia o 9. Next:

2. Mac OS X Developer Preview 2

Publicidade

Mac OS X DP2

O Mac OS X Developer Preview 2 também não mostrou grandes avanços em termos de interface gráfica. O que deu o toque aí é o fundo meio degradê. As bordas das janelas parecem mais limpas por terem adotado tons de cinza mais claros, e as barras de rolagem possuem um tom de roxo mais vivo.

3. Mac OS X Developer Preview 3

Mudança brusca! Interface gráfica inteiramente renovada. Não me perguntem o que a maçã faz lá no meio da barra. Muito estranho. Por isso mesmo ficou só no beta.

Mac OS X DP3

Os ícones dos programas mais tradicionais já começam a ser trabalhados, como o Mail, que se mantém o mesmo desde essa versão do OS X. O Dock ficou estranho ainda sem os recursos de transparência, mas dá-se um desconto por ser o primeiro protótipo, claro. E sim, os botões tem cara de botões. Vejam como a calculadora tem uma aparência pesada e confusa devido a esse detalhe.

4. Mac OS X Developer Preview 4

Bem melhor com a transparência no Dock e sem aquele peso de botão com cara de botão, não é? Reparem nas três bolinhas meigas abaixo de cada aplicativo aberto. 😛

Mac OS X DP4

Os ícones dos aplicativos ativos sumiram na barra do Finder. Agora, o nome do aplicativo fica mais encorpado que as demais opções do menu. Há uma sombra ainda mais forte aplicada em todo o texto da barra, o que foi sabiamente removido nas versões posteriores para maximizar a legibilidade. Assim como as linhas, que ainda estavam muito fortes e que foram perdendo contraste a cada versão, até serem eliminadas de vez no Mac OS X 10.4.

O System Preferences — ou Preferências de Sistema, para os brazucas — é ainda muito desajeitado. Provavelmente esse aspecto ainda não havia sido trabalhado, já que embora a interface gráfica já seja a Aqua, a estrutura é muito similar ao System Preferences do OS 9.

Se gostou do post, no GUIde Book há mais screen-shots de todas as versões do Mac OS X, inclusive de vários aplicativos. Há também um post que mostra um comparativo da evolução do Mac OS e do Windows, postado pelo Bruno há alguns meses.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

Se a sua webcam quebrar...

Próximo Artigo

A verdade por trás de um site de busca

Posts Relacionados