O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Sim, o SDK do iPhone tem suas limitações

iPhone SDKNem tudo são flores no SDK do iPhone, é claro. O Michael Arrington, do TechCrunch, reuniu algumas informações sobre limitações já encontradas, que não necessariamente afastarão desenvolvedores, mas podem limitar algumas idéias e inviabilizar alguns projetos.

Publicidade

A primeira delas tem relação com serviços VoIP, por exemplo. Estes serão limitados via conexão EDGE (continuarão funcionando via Wi-Fi, porém) — evidentemente para não comprometer a relação da Apple com as operadoras do iPhone. Tal possibilidade acarretaria em prejuízo tanto para elas quanto para a própria Apple.

Programas de desbloqueio de SIMs, é claro, serão proibidos na App Store — junto com uma série de outros comentados por Steve Jobs durante a sua apresentação: pornográficos, que invadam a privacidade do usuário, que possam comprometer sua segurança ou qualquer coisa do tipo.

Publicidade

App StoreA dúvida da vez é sobre a neutralidade que a Apple terá caso determinado desenvolvedor (ou a própria empresa) decida criar um aplicativo que permita que usuários de iPhones comprem músicas na loja Amazon MP3 (uma das maiores concorrentes da iTunes Store), por exemplo. Esta pergunta permanece sem resposta, por enquanto.

Outras obrigatoriedades — mais técnicas — dizem que os desenvolvedores devem seguir as APIs públicas apenas da forma que a Apple os instruir para tal — garantindo, ao menos, estabilidade. Os aplicativos não poderão gravar dados em lugar nenhum além da sua área específica e particular — o que significa que programas não poderão modificar dados de outros programas.

Talvez um dos maiores problemas seja a limitação de apenas um aplicativo aberto por vez imposta pela Apple. Ela diz que, assim que o usuário volta para a tela inicial ou troca de aplicativo, o anterior é automaticamente fechado. Isso significa que não serão possíveis (ou, pelo menos, não da forma como estamos acostumados no desktop) programas de download de torrents, por exemplo, algo que usuários costumam fazer em background, enquanto realizam outras tarefas.

Publicidade

Imaginem que não será possível nem mesmo estar navegando em alguns sites e, enquanto eles são carregados, poder trocar para o Mail para ler algumas mensagens; sim, como podem imaginar, no momento em que o Mail é carregado o Safari fecha e a conexão é cortada. Aplicativos de mensagens instantâneas (como o AIM, já apresentado aqui) também serão comprometidos por isso.

Difícil é dizer se tal limitação trata-se de uma simples vontade da Apple ou se foi afetada pelos recursos de CPU e memória disponíveis nos iPhones de hoje em dia. Quem sabe, no futuro, com a evolução dos aparelhos, ela deixe de existir.

[Dica do Fabio Seixas.]

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

MacBook Air sofre acidente durante apresentação

Próximo Artigo

iPods responsáveis por iOnda de crimes... cada uma!

Posts Relacionados