O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

IBM tem o processador mais rápido do mundo

IBM Power6A IBM Corp. anunciou nesta semana a disponibilidade do “processador mais rápido do mundo”, segundo SFGate. O chip pode realizar até 5 bilhões de instruções por segundo, e bate os modelos topo-de-linha das suas principais concorrentes, Intel e Sun Microsystems.

Publicidade

Chamado Power6, o novo processador foi criado para equipar máquinas poderosíssimas, resfriadas a água, designadas para gerir corporações e solucionar problemas científicos. Versões mais simples da mesma família, porém, já estão sendo usadas em aparelhos mais baratos — ao alcance do consumidor —, como o Nintendo Wii, o Microsoft Xbox 360 e o Sony PlayStation 3.

Aumentar a velocidade do processador é apenas uma das maneiras de evoluir a performance de sistemas, é claro. Se colocarmos o Power6 ao lado de dois dos seus principais competidores, porém, veremos que ele bate rivais como o Intel Pentium Extreme de 3.73GHz e o Sun UltraSparc T2 de 2.4GHz.

A Sun prefere não entrar na briga dos gigahertz e afirma que tais números só servem para criar uma imagem para o mercado de que a IBM teria um processador mais rápido. Fadi Azhari, expert em processadores, explica que ela utiliza uma técnica diferente, chamada multithreading, que faz o computador rodar mais rápido sem que sua temperatura seja alterada.

Ele criou uma analogia para explicar os dois direcionamentos. Imagine uma fila de passageiros em um aeroporto, todos aguardando que o agente aéreo faça o check-in. Pela idéia da IBM, um único agente trabalharia de forma super rápida, mas precisaria de algo para não explodir, de tanto correr pra lá e pra cá. O multithreading, por sua vez, coloca dois ou mais agentes trabalhando ao mesmo tempo, na mesma tarefa. Eles realizam o mesmo que o único agente da IBM, no mesmo intervalo de tempo, mas sem que nenhum deles fique sobrecarregado.

Uma das coisas que mais compromete a evolução de chips como o Power6 é o seu aquecimento. A IBM saiu na frente da Intel e Sun desta vez, desenvolvendo um sistema de resfriamento líquido bastante parecido com os radiadores de carros. Isso evita que os processadores super-aqueçam e, não fosse tal sistema, em poucos minutos um belo incêndio poderia ser iniciado.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

Você conhece o iGolf espanhol?

Próximo Artigo

Apple disponibiliza MacBook Air Bluetooth EFI Update 1.0

Posts Relacionados