O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Vale a pena comprar uma Time Capsule?

No início deste ano, a Apple lançou um produto que já era sonho de muitos usuários de computador há algum tempo: o Time Capsule. A famosa mistura de rede com fio, rede sem fio e solução de armazenamento, colocada em uma única estrutura, com o sempre inovador design da marca, e que está tendo um número de vendas considerável — onde ele esteja à venda e com um preço decente, claro.

Publicidade

Time Capsule

Entretanto, será que vale mesmo a pena adquirir um?

Antes de começar a leitura, pode ser interessante dar uma olhadinha neste artigo, que explica as diferenças entre todos os produtos da Apple relacionados à montagem de redes de computadores. Sabemos que todos eles são compatíveis com Macs e PCs com Windows — provavelmente também com Linux e Unix, apesar de eu nunca ter lido nada a respeito, no caso destes dois últimos.

Publicidade

A grande vantagem do Time Capsule, realmente, é o fato de incorporar um disco-rígido para as cópias de segurança — ou a famosa e famigerada palavrinha backup — sem penalizar o usuário com uma maior ocupação de espaço ou com o uso de uma outra das nossas preciosas e escassas tomadas. Ou seja: em vez de usar uma tomada para um roteador Wi-Fi e outra para uma solução de armazenamento em rede, além de ter vários cabos soltos por aí (momento arrepio), você pode ter tudo em uma só caixa, com capacidade de 500GB ou 1TB, e dois cabos a menos — o de alimentação do disco externo e o de comunicação com a rede.

Para quem ache pouco 500GB, talvez uma mudança de disco possa compensar. O processo não é simples, mas não vai demorar muito até que tenhamos discos de 2 ou 4TB a preços razoáveis. Isso me faz lembrar do meu primeiro PC, um 486 com 512MB de disco…

Publicidade

Contudo, por mais que o Time Capsule englobe rede e armazenamento, ele não passa de um AirPort Extreme com um HD interno. Isso quer dizer que podemos ter um resultado parecido se usarmos a conexão USB de um AirPort Extreme para conectar um HD externo. As vantagens disso seriam o fato de não ter que abrir o aparelho quando você quisesse trocar de disco, e não gastar tanto dinheiro — ainda mais se você já tiver o disco-rígido externo.

Time MachineOutra coisa, apesar de ainda não muito bem definida, é a possibilidade de usar o AirPort Extreme com o disco conectado por USB para as cópias via Time Machine, no Leopard. Apesar de quê, essa funcionalidade ainda não está totalmente lapidada, como pode ser visto aqui.

E as desvantagens? Bom, podemos dizer que são importantes. Se você somar o preço de um disco externo de 500GB e um AirPort Extreme, a diferença para um Time Capsule é bem pequena, quase insignificante. Quando você descobre que vai perder a porta USB, deixando para trás a possibilidade de usar uma impressora na rede ou, ainda pior, que via USB os dados trafegam mais lentamente para leitura e escrita de dados no disco rígido, em comparação com a conexão interna SATA do disco do Time Capsule, a decisão fica fácil.

Publicidade

Ocupa menos, tem menos fios, tem uma aparência mais agradável no ambiente onde está instalado, ainda permite usar uma impressora em rede, tem duas opções de tamanho de armazenamento, e custa praticamente o mesmo que uma solução AirPort Extreme com HD externo — sendo mais rápido na leitura e escrita de dados. Se você não pensa em ficar trocando de disco com tanta freqüência e nem tem um disco-rígido externo, o Time Capsule é a melhor opção. Caso contrário, um AirPort Extreme ou outro dispositivo semelhante pode bastar.

E então, vale a pena comprar? É avaliar as necessidades, comparar com o parágrafo acima, e decidir!

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

Curso: Passeio com Mac OS X Leopard

Próximo Artigo

OpenMac: a volta dos clones de Macs?

Posts Relacionados