Microsoft desiste oficialmente de comprar o Yahoo!

Depois de três meses de negociações e sucessivas tentativas de adquirir o Yahoo! visando aumentar sua partiçipação no mercado online contra o Google, a Microsoft comunicou ontem à noite que desistiu de comprar a empresa.

Publicidade

Anunciada no dia 1º de fevereiro, a proposta inicial para compra do Yahoo! pela Microsoft estava avaliada em US$44,6 bilhões. Apesar do conselho da Microsoft ter estado confiante no início da negociação, o Yahoo! argumentava que a proposta estava em um valor menor que o ideal que, segundo eles, seria algo em torno de US$37 por ação, o equivalente a US$53 bilhões.

Steve Ballmer e Jerry Yang

Durante esse período, o Yahoo! estudou uma proposta de aliança com o Google e a AOL. Enquanto isso, a Microsoft definiu um prazo de 30 dias para o Yahoo! aceitar a proposta oficialmente, ou então partiria para uma oferta hostil via seus acionistas, prazo este que se encerrou semana passada (26/04).

Publicidade

Durante a semana que passou, nem a Microsoft nem o Yahoo! se pronunciaram em relação ao assunto, até que, finalmente, ontem à noite, Steve Ballmer, CEO da Microsoft, anunciou através de um comunicado a retirada da Microsoft do negócio.

“Esta abordagem envolveria necessariamente uma competição hostil. Nossas discussões nos levaram a concluir, neste ínterim, que vocês tomaram medidas para tornar o Yahoo! indesejável a uma aquisição pela Microsoft”, escreveu Ballmer em uma carta enviada ao Yahoo!.

Jerry Yang, CEO do Yahoo!, não chegou a falar muito sobre a desistência da Microsoft, mas disse estar confiante sobre o futuro do Yahoo!. “Com a distração da proposta não-solicitada da Microsoft agora deixada para trás, o Yahoo! pode dar continuidade à mais importante transição de sua história”, disse.

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…