O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

GimmeSomeTune: um baita add-on para o iTunes, totalmente gratuito

Com a colaboração do usuário eacoimbra em um tópico do nosso FÓRUM.

Publicidade

Ícone do GimmeSomeTuneEste artigo estava na fila há muito tempo, acabei deixando de lado e esquecendo… mas cá está ele, antes tarde do que nunca!

Muitos de vocês provavelmente já conhecem este famoso e gratuito add-on para o iTunes, mas como nunca falamos dele no BLOG, achei que ainda seria válido comentarmos: trata-se do GimmeSomeTune.

A headline que a Eternal Storms Software utiliza para o software é simples e direta: “The only iTunes extension you’ll ever need” (“A única extensão do iTunes que você precisará”). Isso porque, mesmo sendo freeware, a sua gama de recursos não é nada pequena.

Pra começar, ele permite a inserção de letras (lyrics) de músicas automaticamente no iTunes. O simples fato de executar uma música já é o suficiente para ele puxar a letra de repositórios online e adicioná-la na sua biblioteca.

Publicidade

Preferências do GimmeSomeTune

Ele também baixa capas de álbuns automaticamente. O recurso nem sempre funciona perfeitamente — a qualidade das capas é bastante variável — mas, pela facilidade de uso, para muitos é bem melhor do que ir atrás da imagem manualmente na Amazon ou Google Images, por exemplo.

O GimmeSomeTune garante, também, que o Apple Remote funcione a contento no iTunes, seja para reproduzir, parar, avançar ou retroceder faixas. Nem sempre faz sentido abrir o Front Row só pra ouvir uma musiquinha aqui, outra ali.

Publicidade

Na mudança de faixas, ele pode abrir uma janela flutuante com informações básicas sobre a música: título, capa, artista, álbum etc. — o legal é que é muito bonita! Além disso, ao mesmo tempo ele pode enviá-las para o Last.fm, já que possui total integração com o serviço musical.

Publicidade

Informação de faixa no GimmeSomeTune

O add-on está na versão 4.0 e pode ser baixado aqui — ele só tem 947KB!

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

MacBook com até 2.6GHz aparece no site da Apple: seria um erro de digitação?

Próximo Artigo

Toda a história da Apple em vídeos e imagens numa apresentação interativa do Keynote

Posts Relacionados