O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Motivos para não ter um Mac… “Myth BUSTED!” [Atualizado]

Há pouco tempo, eu era uma pessoa que torceria o nariz diante da simples menção do nome “Macintosh”. Atualmente eu conto os centavos e torço o nariz para qualquer fato econômico que me deixe mais longe da minha futura iFamily. Como esta mudança tão drástica se processou? A resposta é simples! E tudo voltou à minha mente ao ler este post do David Alison, dando a inspiração necessária para escrever mais um artigo da série “Pensamentos de um wannabe metido”.

Publicidade

Aqui eu pretendo abordar o que considero grandes distorções sobre a plataforma Mac que impedem inúmeras pessoas de conhecer os benefício que ela pode trazer. Então, vamos lá?

iMac G4
Feio é tu!

Justificando meu pavor à plataforma Mac, permita-me começar com um fato de 6 anos atrás: eu era um estudante de Biologia começando a estagiar num laboratório e minha orientadora tinha um iMac G4, com o qual eu precisava “brigar” regularmente.

Publicidade

Com o passar do tempo, muitos dos problemas que eu enfrentava simplesmente deixaram de existir. Ao contrário deles, o “Abajur” da minha orientadora continua firme como rocha — rodando o Tiger — e, apesar de eu julgá-lo um pouco feinho, hoje nos damos bem quando visito o gabinete dela.

Para não me desviar muito do trajeto, vou acessar os mitos abordados pelo David Alison um a um e, se sobrar alguma coisa, adicionarei ao final.

Mouses de Macs só têm um botão.
MITO! A resposta é simples: Mighty Mouse. Até os trackpads dos MacBooks & family têm recursos semelhantes. No G4 da minha orientadora, eu sempre pude contar com o famoso Ctrl+clique, só que não é a mesma coisa, nem chega aos pés do famoso right click.

Publicidade

Não há muitos programa para Macs.
VERDADE! Mas, vamos e venhamos, quem precisa de 50 tocadores de mídia diferentes num computador?… A única justificativa plausível para alguém se queixar do cardápio de softwares dos Macs é alegar que algum programa específico para negócios — como bancos de dados ou os programas de contabilidade que minha mãe usa — não é suportado pelo Leopard. Ainda assim, há como contornar isso, mas falarei mais adiante.

Macs são máquinas fechadas que não podem ser expandidas.
Verdade em parte, para o iMac e Mac mini! Mito, para MacBook & family e para o Mac Pro! A não ser por uma expansão de RAM nos iMacs, realmente não dá pra fazer tweaks muito relevantes, mas isso não chega a ser um problema, como eu já falei aqui. Já os notebooks, você pode fazer a mesma expansão que faria em qualquer notebook PC — ampliar memória e trocar HD? Moleza! –, mas o Mac Pro certamente brilha nesta área: pelo preço de uma casa, você tem a máquina mais fácil de expandir do mundo!

Get a Mac: Network

Publicidade

Macs não se dão bem com máquinas rodando Windows em rede.
MITO! Mas é fácil entender um diálogo entre eles.
Mac: Que tela azul é essa?…
PC: *morto*

Macs são mais caros.
VERDADE no Brasil (por mais que doa dizer isso)! Caro leitor, pegue uma máquina de calcular: some a capacidade dos computadores da Apple com o custo de um design de ponta e subtraia a tranqüilidade de um computador que just works. Agora multiplique por 2. Um PC tão bonito, compacto, eficiente e poderoso quanto um Mac custaria MUITO mais, com certeza, mas como falamos do Brasil… bem, aí a coisa fica feia: todo Mac tem que ser importado e isso torna tudo bem desagradável para o bolso do bom contribuinte, que paga todas as alíquotas de importação, por mais absurdas que pareçam. Nosso iPod é o mais caro do mundo: precisa dizer mais?

Macs não rodam meus programas do Windows.
MITO! Boot Camp de graça em todo Mac Intel, Parallels custando pouquinho só… precisa de mais? Claro, não dá pra rodar Crysis, nem certos jogos pesadões; contudo, lembra dos programinhas para negócios de que eu falei lá em cima? Aqui, eles se sentem em casa. 🙂

Macs são ultra dependentes do mouse.
MITO! Mas você já tentou usar um PC sem mouse? Eu tive que lidar com isso diariamente na faculdade e, cara, não é mole! Pelo que conheço da plataforma Mac, ela é tão dependente do pequeno rato quanto o PC. Mas, para quem quiser tentar, há uma infinidade de formas de se usar o teclado para fazer de um tudo no Mac! Power users fazem isso o tempo todo, pelo que li no Mac for Dummies

Agora, permita-me entrar com meus mitos.

Macs não têm entrada para disquetes.
VERDADE! E quem se importa? Qual foi a última vez que você viu uma apresentação profissional feita em PowerPoint/Keynote que cabia num disquete? Tudo o que carregamos atualmente está em drives USB, iPods e mídias ópticas! O MacBook Air não tem drive óptico, mas isso é porque as mídias ópticas têm tudo para durar tanto quanto os disquetes, principalmente pelo fato de elas serem facilmente degradáveis.

Não há teclados ABNT pra Macs.
VERDADE! Esta parte é incômoda e eu tenho certeza de que os touch typists não devem gostar nada disso. Mas nada nos impede de aprender a digitar no teclado americano, né? Na hora do aperto, lembre da EUNIC, dica dada pelo Adriano de Souza (obrigado!):
option + E = ´
option + U = trema
option + N = ~
option + I = ^
option + C = ç

A Apple te deixa na mão.
VERDADE no Brasil! Nada pior do que investir seu suado dinheirinho e perceber que seu Mac precisa de assistência técnica. Fôssemos um país desenvolvido, teríamos o Genius Bar! Mas não, não somos primeiro mundo, ainda. Pode-se sempre contar com a garantia mundial da Apple e com a aquisição do AppleCare, mas muita coisa ainda fica a desejar, principalmente no tempo que leva para que seu equipamento seja consertado e devolvido, são e salvo — uma demora que pode ser massacrante, para quem tem um iMac. Assim, este último argumento pode ser um bom motivo para que uma pessoa não queira sair da titânica plataforma PC e pular para os Macs. Contudo, consideremos o seguinte: quem costuma precisar mais de assistência? O PC ou o Mac? Não estamos lidando com um pouco de medo gerado por trauma? 😉

Diante disso, eu digo e repito: tivesse eu o dinheiro para comprar um Mac hoje, eu guardaria e esperaria a keynote do Steve Jobs na WWDC. Só por via das dúvidas… 😀

And that, as they say, is that.

Atualização (18/05/08 às 18:42): Adicionada dica EUNIC.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

Atualização SP1 de Office 2008 para Mac é bomba

Próximo Artigo

Joy of Tech: o nome do novo iPhone black

Posts Relacionados