O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Apple perde pontos em novo estudo do Greenpeace

O Greenpeace divulgou hoje a 8ª edição do seu Guide to Greener Electronics, que incentiva empresas de tecnologia e eletrônicos a tornarem-se “mais verdes”, eliminando o uso de componentes tóxicos e do desperdício de matérias-primas e energia em seus produtos.

Publicidade

Nesta edição, foram introduzidos critérios mais rigorosos sobre a utilização de produtos químicos tóxicos, reciclagem de resíduos eletrônicos e também novos critérios sobre o impacto no clima. Com isso, a pontuação das empresas de tecnologia e eletrônicos avaliadas caiu muito em relação à edição anterior — apenas a Sony e a Sony Ericsson conseguiram nota superior a 5 no ranking.

Guia de Eletrônicos Verdes - Greenpeace

8ª Edição do Guia de Eletrônicos Verdes – Greenpeace

A Apple, que conseguiu a pontuação 6,7 na edição anterior, desta vez caiu para 4,1 e está em 11º lugar na classificação. Embora ter conseguido se destacar em quesitos como eficiência energética, superando vários requisitos mínimos Energy Star, a Apple perdeu uma enorme oportunidade em melhorar sua pontuação devido a nova geração do iPhone que, como já sabemos, não foi bem recebida pelo Greenpeace.

Publicidade

A Sony e a Sony Ericsson foram as melhores na classificação, por terem praticamente eliminado o uso de substâncias tóxicas em seus produtos e também por terem sido as melhores em eficiência energética, além da Apple. Em seguida, vem a Nokia, que se destacou graças ao grande uso de energia renovável na fabricação de seus produtos.

As piores empresas listadas no ranking do Greenpeace foram a Microsoft, que continua decepcionando seus clientes (novidade? 😛 ) pela baixa pontuação em impacto no clima e políticas contra desperdício. Em último, continua a Nintendo que, apesar de ter diminuído muito a quantidade de substâncias tóxicas usadas na fabricação de seus produtos, continua sem nenhuma política pública quanto a reciclagem ou desperdício.

“O Greenpeace espera, com esse guia, mostrar quais empresas são sérias candidatas a se tornar exemplos na produção sustentável. Queremos que elas eliminem todas as substâncias tóxicas de seus produtos, aumentem a reciclagem de lixo eletrônico, usem material reciclado nos novos produtos e reduzam o seu impacto no clima”, afirma Iza Kruszewska, da campanha de Tóxicos do Greenpeace International.

[Dica do André Sato, obrigado!]

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

Revista Photoshop Creative chega direto do Reino Unido em versão tupiniquim

Próximo Artigo

Banda Coldplay bate recordes na iTunes Store

Posts Relacionados