O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Que tal uma internet 60 vezes mais rápida?

Internet 60 vezes mais rápida

Ben Eggleton (frente) com um chip fotônico, ao lado do estudante Neil Baker e da pesquisadora Snjezana Tomljenovic-Hanic

Um grupo de cientistas da Universidade de Sydney desenvolveu recentemente um interruptor que possibilitará, dentro dos próximos quatro anos, uma internet 60 vezes mais rápida do que a atual.

Publicidade

A tecnologia baseia-se na criação de um pequeno arranhão num pedaço de vidro. Ele abre portas para a internet via acesso instantâneo, livre de erros, de qualquer lugar do mundo. O anúncio foi feito pelo Centre for Ultra-high bandwidth Devices for Optical Systems (CUDOS), durante a Opto-Electronics and Communications Conference (OECC).

“Este é o começo de algo bastante grande e um avanço fundamental do que já existe por aí. Estamos falando de redes potencialmente 100 vezes mais rápidas do que as atuais, sem custo adicional para o consumidor”, afirmou Ben Eggleton, diretor do CUDOS.

Publicidade

O vidro arranhado é, na verdade, um circuito integrado fotônico, com a capacidade de aumentar a lenta taxa de informações transmitida via fibra óptica. Usando a tecnologia fotônica (com velocidade de 1 terabit por segundo), o circuito utiliza o arranhão como guia ou caminho de troca para informações. Ele funciona de forma semelhante a um trem passando de um trilho para outro; neste caso, a troca leva apenas um picosecond — ou seja, em um segundo, o switch liga-se e desliga-se cerca de um milhão trilhão de vezes.

O protótipo atual atinge velocidades 60 vezes mais rápidas do que a média das redes australianas e os cientistas acreditam que, com mais trabalho, o futuro da tecnologia seja bastante promissor.

[Dica do Robson Bittencourt, obrigado!]

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

iMasters promove InterCon 2008 em São Paulo

Próximo Artigo

USBfever lança 3 novos produtos para iPhones 3G

Posts Relacionados