O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Alguém ainda se importa com o Internet Explorer 6.0?

MSN Brasil no Safari para Windows

Alguns dizem que o Internet Explorer 6.0 ainda é o browser mais utilizado no mundo; eu tenho as minhas dúvidas, mas também não entrarei nesse mérito, já que até uma Net Applications da vida, por exemplo, não faz distinção por versão.

Publicidade

Mas se a própria Microsoft não se importa mais com ele, quem sou eu para me importar? Veja só as imagens abaixo, capturadas pelo nosso leitor e webdesigner Felipe Carvalho. Trata-se da página principal do portal MSN Brasil:

MSN Brasil no Safari para Windows
MSN Brasil no Safari para Windows

MSN Brasil no Firefox
MSN Brasil no Firefox

Você viu duas imagens acima bastante parecidas. A primeira, mostra o site visto no Safari para Windows. Logo depois, pelo Firefox. Agora, compare-as com a visualização pelo IE 6.0:

MSN Brasil no Internet Explorer 6.0
MSN Brasil no Internet Explorer 6.0

Não preciso comentar nada, né? 😉

No caso do MacMagazine, não temos muito o que nos preocupar. O gráfico abaixo foi gerado agorinha pelo Google Analytics e contém dados dos últimos 30 dias de acesso do site — ou seja, é bem fresquinho:

Como você pode observar, o acesso geral de usuários com Internet Explorer representa hoje, para nós, 31% das visitas — totalmente contrário à média da indústria, diga-se de passagem.

Publicidade

Agora, afunilamos nos 31% de usuários do IE e comparamos o uso por versões, confira:

Do total de usuários do navegador da Microsoft, 35,22% estão na dita versão 6.0. No nosso caso, em particular, a parcela de usuários tem uma certa significância, mas está longe de ser “a mais utilizada do mundo”.

Desenvolvedores da web têm a obrigação de se preocupar com acessibilidade, usabilidade e compatibilidade com o máximo de browsers, plataformas e configurações possíveis — isso é fato. Porém, não podemos também passar a comprometer projetos ou ter que adaptá-los nivelando por baixo porque uma minoria ainda utiliza um software de 7 anos atrás. Caso contrário, essas pessoas não verão sentido algum em se manterem atualizadas e todos sairão perdendo.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

Intel publica especificações da controladora USB 3.0

Próximo Artigo

Desenvolvedores obtêm primeiros dados combinados de vendas da iPhone App Store

Posts Relacionados