O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Psystar não cumpre, mais uma vez, prazo da justiça para entregar sua defesa

Pela segunda vez consecutiva, a fabricante de PC clones Psystar não cumpriu o prazo estabelecido pela justiça norte-americana para entregar sua resposta formal à reclamação de violação de copyrights iniciada pela Apple há pouco mais de um mês.

Publicidade

A Psystar deveria ter dado a entrada em sua resposta nesta segunda, 18 de agosto, na Corte do Distrito de Northern California, mas, de acordo com os registros, a corte garantiu à empresa mais uma extensão — o prazo agora é dia 28 de agosto. O prazo inicial para entrega da resposta era no dia 28 de julho, mas recebeu a primeira extensão devido à contratação de um novo escritório de advocacia — que precisaria inteirar-se melhor sobre o caso.

Os constantes atrasos podem ser resultados de conflitos na agenda dos advogados ou um indício de que o caso é muito mais complexo do que a Psystar imaginava. A resposta da empresa é bastante aguardada, porque indicará publicamente qual teoria legal os advogados usarão para defender seu cliente. Tudo indica que eles acusarão a Apple por questões anti-truste.

Se a Psystar ganhar esta ação, poderá ser a abertura que grandes fabricantes como Dell, HP e outros esperavam para oferecer seus PCs com a opção de instalação do Mac OS X como sistema padrão. Mesmo enfrentando uma acusação da Apple, a fabricante de PC clones continua a vender e entregar seus Open Computers com o Mac OS X instalado, como mostramos anteriormente.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

Yahoo! Buzz abre as portas para o mundo e chega para brigar com o Digg

Próximo Artigo

Os 10 grandes destaques de usabilidade do Mac OS X

Posts Relacionados