O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Como substituir músicas no iTunes por versões de maior qualidade sem perder estatísticas

O tempo passou, a tecnologia evoluiu, os HDs cresceram. Hoje, muita gente não precisa mais se preocupar com o tamanho das suas músicas. Pouco importa se uma faixa pesa 8MB ou 4MB — o que os usuários querem é qualidade.

Publicidade

O problema é que, assim como eu, os fanáticos por música de plantão já devem ter hoje coletâneas de 10, 20, 40, 80… 500GB (!) de áudio na biblioteca do iTunes. Tá certo que é difícil chegar num estágio onde você não adicionará mais nada de novo à sua lista, mas e todo o resto que já está lá e você ripou na época que cada megabyte fazia diferença?

Claro que você pode começar a re-ripar seus CDs numa qualidade razoável — recomendo AAC a 256Kbps — e simplesmente ir apagando as músicas antigas, mas se você quiser manter toda as estatísticas de reprodução do iTunes (Play count), por exemplo, e não ter o trabalho de colocar todas as informações das faixas novamente, o processo não é tão simples.

Para isso, siga os passos:

Publicidade
  1. Ripe o CD na nova configuração com bit rate de maior qualidade.
  2. Apague os arquivos antigos e limpe o Lixo. Se não sabe como encontrá-los, clique com o botão direito do mouse (ou com Ctrl) nas músicas e escolha “Show in Finder” (“Mostrar no Finder”).
  3. Encontre os novos arquivos ripados (pode usar o mesmo artifício acima) e mantenha esta janela do Finder aberta.
  4. No iTunes, apague as músicas ripadas, mas escolha a opção de manter os arquivos no seu disco.
  5. Tente reproduzir alguma das músicas velhas pelo iTunes — que mostrará uma exclamação à esquerda, indicando que o programa não pôde encontrar o arquivo. Ele pedirá que você o localize. Aí, basta selecionar o arquivo respectivo com qualidade maior. Se não souber onde ele está, pegue aquela janela do Finder que deixamos aberta e arraste o arquivo para a caixa de diálogo do iTunes.

Pronto, agora é só repetir os passos acima para os outros arquivos.

Há um alternativa positiva, porém: se as tags das músicas dos arquivos na sua biblioteca do iTunes forem idênticas às que estiverem no CD que você irá ripar, todo esse processo é feito automaticamente pelo programa. Ele mesmo lhe perguntará se deseja simplesmente substituir os arquivos, aí é só mandar brasa.

[Via: macosxhints.com.]

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

Rumores indicam iTunes 8 com novas funcionalidades

Próximo Artigo

Submarino envia email para clientes divulgando a chegada da Time Capsule

Posts Relacionados