O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

E o Google Chrome para Mac?

Junto com o navegador em si, o Google também disponibilizou ontem a primeira versão beta pública do Chromium — o projeto de código-aberto do Google Chrome. Por enquanto, ele só roda no Windows, mas a gigante de buscas já trabalha em versões para Mac OS X e Linux.

Publicidade

Amanda Walker, engenheira de softwares do Google que trabalha na versão do Chrome para Mac, explica que desenvolvê-la não significa simplesmente “portar” o aplicativo de Windows para o mundo Apple, principalmente levando em consideração que o objetivo da empresa é construir “o melhor navegador possível.”

Todo o design do Chromium foi pensado inicialmente para todas as plataformas, mas detalhes e adaptações específicas serão feitas nas diferentes versões do Chrome para Windows, Mac OS X e Linux. O Google sabe que um programa que é utilizado pelo usuário durante boa parte do dia precisa estar integrado ao máximo com a sua experiência com o sistema operacional hospedeiro e a integração entre ambos tem que ser bastante profunda e suave.

Publicidade

A equipe de desenvolvimento do Google Chrome/Chromium é uma só, mas diferentes times menores dedicam-se a cada uma das plataformas, ainda que contribuam para o projeto como um todo — até para que não haja divergências entre eles. Todos sabemos quão populares são Macs e máquinas com o Linux dentro do próprio Google, então as novas versões são bastante aguardadas por muitos. A infra-estrutura criada pelo Google notifica a todos quando uma mudança em uma plataforma atinge um build de outra, de forma a mantê-las todas sincronizadas.

Ainda assim, os desenvolvedores que participam da construção do código do Chromium sabem da necessidade de adaptações e repensamentos sobre a sua estrutura, na medida em que ela se torna mais complexa e difere entre uma plataforma e outra. O Google não seguirá a idéia de que as versões para Mac e Linux devem se adaptar à forma como as coisas funcionam no Windows; cada uma será pensada especialmente pela equipe.

O Google ainda não definiu quando sairão as primeiras versões beta para Mac OS X e Linux, mas explica que diversos fatores contribuíram para a decisão de disponibilizar a versão para Windows primeiramente — até pelo simples fato de que o Chrome nasceu nela. Enquanto é bombardeado com informações, impressões iniciais e idéias diversas sobre o projeto, o Google acredita ser melhor estar focado em apenas uma versão, ao invés de ter que se dedicar a três plataformas simultaneamente.

Publicidade

Mesmo assim, uma vez que o desenho inicial do projeto foi definido, diversos engenheiros de Mac e Linux começaram a trabalhar no browser, e o bacana é que eles compartilham entre si muitos dos códigos desenvolvidos para o software — muito mais do que pode-se aproveitar da versão para Windows. Isso está ajudando bastante a acelerar o seu progresso de desenvolvimento, explica a Amanda.

No momento, o Google está unindo peças do desenvolvimento do Chromium e realizando diversos testes enquanto espera aprender bastante com o lançamento inicial desta versão beta para Windows. Na medida em que as versões para as diferentes plataformas se estabilizarem, a companhia pretende liberar betas públicos também para os fanáticos da Maçã e do Pingüim. Fique ligado aqui, que nós ficaremos lá.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

A voz dos trailers morreu; Don LaFontaine, R.I.P.

Próximo Artigo

Sergey Brin, co-fundador do Google, fala sobre o lançamento do Google Chrome

Posts Relacionados