Joost tentará sobreviver migrando do modelo desktop para uma versão web

Depois de todo o bafáfá de lançamento e briga por convites (este link o levará para um dos posts mais populares e comentados na história do MacMagazine — 494, no total), os criadores do Joost parecem ter se animado com a idéia do Hulu e migrarão o serviço para uma versão web.

Publicidade

Ao invés de obrigar os usuários a baixarem um software para que tenham acesso ao serviço, o Joost passará em breve a funcionar via um simples plugin para o navegador (que por si só já é um diferencial em relação a um Hulu ou YouTube da vida), mantendo o uso da sua tecnologia P2P para distribuição ágil de vídeos entre todas as pessoas.

Boa parte do esquecimento do Joost deve-se à pouca quantidade de conteúdo disponível e limitações de banda — que contribuíram para um baixo número de usuários realmente ativos. Depois de tanto tempo, agora que a ficha dos caras finalmente caiu, vamos esperar que algo bom venha aí, páreo para competir ou bater as ofertas já existentes no mercado.

A nova versão do Joost já funciona em new.joost.com, mas é protegida por senha. A Liz Gannes teve acesso a ela e publicou duas screen-shots em seu blog, que ilustram este post. Segundo ela, a interface é bem legal e o player foi desenhado no formato 16:9. “Os vídeos são bons e começam a reproduzir super rápido, mas a qualidade não é superior à do resto da web”, comenta.

Publicidade

Já o TechCrunch postou este vídeo de demonstração, confira:

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…