O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

“Apple sobreviverá sem Jobs”, diz analista

Na sexta passada, o anúncio falso de um ataque cardíaco que Steve Jobs teria sofrido fez as ações da Apple baixarem 11%. O mercado, hoje, não acredita numa Apple sem Jobs. Porém, para o analista Ezra Gottheil, da Technology Business Research, todo esse pânico é infundado.

Publicidade

“A Apple não precisa mais de Steve Jobs”, afirma Ezra. “Ele criou 3 sucessos estrondosos: o Mac, o iPod e o iPhone – ícones da devoção quase fanática da empresa pelo design e usabilidade; e também estabeleceu uma equipe estável para gerenciar isso. Eles sabem o que estão fazendo.”

Segundo o analista, a Apple como organização, marca e empresa é sólida e conta com uma estratégia definida de ação. Portanto, não há motivo para pensar que tal comprometimento da companhia seria deixado de lado, sem seu idealizador no comando.

E como ficaria a dança das cadeiras na diretoria da Apple? Aqui no MacMagazine, já discutimos esse cenário… E até que Ezra pensa como a gente: Tim Cook, atual executivo-chefe de operações da Maçã – que já ficou à frente dos negócios em 2004 (quando Jobs se ausentou para tratar do câncer no pâncreas que tinha na época), tomaria a dianteira nos negócios. 

Publicidade

Já Jonathan Ive, atual vice-presidente sênior de design industrial, seria o número 1 do design. Em julho, a Maçã contratou o antigo executivo-chefe de tecnologia da Segway, Doug Field, como novo vice-presidente de design. Esta foi uma tentativa de deixar Ive mais livre, de forma que pudesse implementar uma visão mais estratégica no design dos produtos Apple.

Segundo o analista, num primeiro momento o mercado reagiria negativamente à saída de Jobs da empresa. Provavelmente as ações cairiam, mas seria apenas no início: o pânico duraria tempo suficiente para provar que a equipe formada e orientada pro Jobs é capaz de levar adiante os negócios.

Publicidade

Ezra diz: “Eu vejo a Apple depois de Jobs, como a Ford depois de Henry Ford. Seus seguidores incorporaram os ensinamentos de Steve. Ele criou um processo e uma cultura que continuarão.”

[Via: Macsimum]

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

Firefox Mobile na boca do forno

Próximo Artigo

RIM promete lançar ferramentas nativas para o Mac OS X em 2009

Posts Relacionados