O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Silício negro pode revolucionar fotografia digital

Descoberto acidentalmente, o chamado “silício negro” poderá mudar para sempre as indústrias de fotografia digital, energia solar e visão noturna. O novo material, segundo os resultados das primeiras pesquisas, possui como principal característica física uma impressionante sensibilidade à luz, mostrando-se de 100 a 500 vezes mais sensível do que uma bolacha de silício tradicional. As possibilidades para a criação de novas técnicas e materiais, baseados nessa descoberta, são quase infinitas.

Publicidade

Para criar este novo material, o físico Eric Mazur, da Universidade de Harvard, emitiu um feixe laser de alta potência sobre uma bolacha de silício convencional. Para incrementar o experimento, aplicou à amostra hexafluoreto de enxofre, um gás usado pela indústria de semicondutores para fazer marcações no silício para os circuitos elétricos.

A experiência tornou o silício escuro ao olho nu. No entanto, sob um microscópio eletrônico, o reflexo escuro revelou que na verdade são milhares — ou mesmo milhões — de minúsculas pontas, as quais dão ao material sua incrível sensibilidade à luz. Mazur disse que o material também absorve mais ou menos metade da luz visível do que o silício tradicional e é capaz de detectar luz infravermelha, que é invisível aos detectores de silício convencionais.

Publicidade

E, por não haver nenhuma mudança no processo de manufatura, as fábricas atuais de semicondutores podem criar silício negro sem muito esforço adicional ou — o que é mais importante — investimento de dinheiro. Novidades certamente virão em breve; só nos resta aguardar.

[Via: Slashdot.]

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

De graça, até injeção na testa! XII

Próximo Artigo
Produtos da Apple com fundo de tela "verde"

Apple está mais "verde" do que nunca; Greenpeace parabeniza novos MacBooks

Posts Relacionados