O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Sharp lança primeiro televisor do mundo com gravador Blu-ray embutido

A Sharp anunciou ontem que começará a vender seus primeiros televisores LCD com gravadores Blu-ray embutidos mês que vem, no Japão. Os modelos da série DX serão comercializado em tamanhos de 26 e 52 polegadas e incluirão duo-sintonizadores digitais — ou seja, você assiste a um canal e grava outro, simultaneamente.

Publicidade

Para o modelo maior (série LC-52DX1-B), o aparelho oferece uma resolução Full HD de 1920×1080 pixels, brilho de 450cd/m², taxa de contraste de 2000:1, ângulo de visão de 176º e uma saída de áudio de 30W. Ele vem com duas entradas HDMI, duas D4 Video, S2 Video, três Video e uma analógica, além de saída para monitor, fones de ouvido e áudio digital óptica. O produto será vendido nas cores preta e branca.

O gravador Blu-ray embutido suporta o formato de codificação digital MPEG-4 H.264/AVC, o que proporciona uma capacidade cinco vezes maior do que os antecessores, que só gravavam em formato MPEG-2. Pensando num disco de 25GB, quase 11 horas de programas de TV em alta definição podem ser armazenados na compressão mais eficiente; o bacana é que o sistema armazena metadados relacionados, quando enviados pela emissora. O aparelho suporta as mídias BD-RE V2.1 e BD-R 1.1 (single e dual layer).

No Japão, o Blu-ray começa a conquistar espaço, graças principalmente à base instalada de consoles Sony PlayStation 3 e uma maior cobertura de TVs em HD. Boa parte das regiões do país já conseguem receber a TV digital e a maioria das transmissões já é feita em HD, o que justifica a aquisição de gravadores compatíveis pelos consumidores; a realidade brasileira, por sua vez, nunca corresponderia da mesma forma.

Publicidade

Os televisores sairão a partir de 170 mil ienes (aproximadamente R$3.800) para o modelo de 26″, enquanto o de 52″ custará 500 mil ienes (~R$11.100). Comparados com outros modelos de TVs LCD da Sharp sem gravador Blu-ray embutido, a diferença é de apenas 10 a 20 mil ienes (~R$220 a R$450), ou seja, trata-se de uma oferta muito boa para o mercado japonês.

Saiba aqui o que a Apple pensa, atualmente, sobre a implementação de Blu-ray em seus Macs.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

Gruponove libera aplicativo da Brilux para iPhones e iPods touch no Cydia

Próximo Artigo

Novos MacBooks e MacBooks Pro esgotam em lojas do mundo todo

Posts Relacionados