O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Tangível lançará aplicativo para iPhones/iPods touch que ajuda a calcular o valor do táxi

Eu, como usuária frequente de táxis em São Paulo, sei como é difícil ter idéia dos valores quando precisamos percorrer distâncias diferentes daqueles ditos “trajetos normais”.

Publicidade

Não mais: pensando nesse problema, a Tangível lançará na segunda metade de dezembro (mais precisamente, no dia 20) o aplicativo Taxi.com.br para iPhones e iPods touch.

Além de ser mais um do time de aplicativos brasileiros úteis, o Taxi.com.br trará a mesma proposta do site homônimo, que oferece o mesmo serviço inteligente na web: primeiro você escolhe sua cidade, aí basta você digitar o nome da rua com o número (não precisa do bairro, CEP etc.), fazer o mesmo com o destino e pedir para calcular. Em alguns segundos, o site apresenta os valores tanto para bandeira 1 quanto para a 2 e o trajeto (via Google Maps).

O aplicativo para o iPhones/iPods touch terá esse serviço e será incrementado com integração de cooperativas de táxis regionais, em que o usuário poderá solicitar um carro logo após checar o valor da corrida, possibilidade de classificar os bons motoristas (e os picaretas também, é claro!) e, segundo Antônio Marques (fundador da Tangível), terá a inovadora proposta de usar o iPhone como plataforma de pagamento da corrida para substituir os boletos.

Como funcionaria? “Empresas e usuários finais poderão comprar créditos através do nosso sistema”, afirma Antônio. Seria então um novo modelo de negócios oferecido pelo aplicativo, além de anúncios geo-segmentados que utilizam o GPS integrado do iPhone 3G. O serviço oferecido pelo aplicativo, assim com o site Taxi.com.br, funcionam atualmente com 31 cidades brasileiras.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

Os primeiros anos da Apple e a perda de uma chance de ser dono de 10% da empresa

Próximo Artigo

iPhone 3G fica em terceiro no ranking “Top 10 de Tudo em 2008” da TIME

Posts Relacionados