O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Warner Music corta relações com o YouTube

Com todo o esforço do Google para tornar o YouTube rentável, aconteceu ontem algo bastante prejudicial para o seu plano: a Warner Music não conseguiu o acordo que queria para manter seu conteúdo online no site de vídeos mais popular da web, encerrou o contrato e retirou tudo o que tinha de lá, que englobam trabalhos do Led Zeppelin, Madonna, TI, Eric Clapton, REM, Red Hot Chili Peppers, entre outros.

Publicidade

O motivo de tudo, evidentemente, é bufunfa. A Warner Music quer ganhar mais por cada hit em seus vídeos do que o Google quer pagar. Se pensarmos que o YouTube por si só não gera renda por visualização dos seus conteúdos (muito pelo contrário, gera muitas despesas com hospedagem e banda), ambas são culpadas por não chegarem a um acordo.

Warner Music e YouTube

“Continuaremos discutindo com o YouTube acerca da possibilidade de levarmos os conteúdos dos nossos artistas de volta ao site”, declarou a Warner Music. “Até lá, não podemos aceitar os termos propostos, que não recompensam justa e apropriadamente os artistas, compositores, gravadoras e publicações pelo valor de suas criações.”

Publicidade

Mas o grande problema para a firma de Mountain View é que o vencimento dos contratos da Sony Music, Universal Music Group e EMI estão todos muito próximos. Como este anúncio, a possibilidade de elas também imporem condições inviáveis para o YouTube aumenta consideravelmente.

[Via: AllThingsD.]

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

SaveMyDocs 2.0 já está disponível na iPhone App Store

Próximo Artigo

Futuros iPhones deverão trazer suporte a OpenCL

Posts Relacionados