O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Adobe Creative Suite e HDs de Macs formatados em HFS+ case-sensitive

Minha atenção foi chamada nesta semana a um problema da Adobe Creative Suite que eu desconhecia completamente, relacionado a tipos de formatação no Mac. Quem nos alerta é a leitora Juliana — que, evidentemente, passou (ou passa) por dores de cabeça com a questão.

Publicidade

Mac OS case-sensitive

Resumindo a história: a suíte criativa da Adobe não gosta de Macs com discos rígidos formatados em HFS+ case-sensitive, e o problema não é recente. Para saber qual o tipo de volume da sua máquina, abra o Disk Utility (/Applications/Utilities/), selecione o seu HD na coluna lateral e vá até a aba RAID. Aqui, como sempre, utilizo “Mac OS Extended (Journaled)”. As outras opções, incluindo duas afetadas pelo problema, você confere na screenshot acima.

Antes de mais nada, é importante notar que a Adobe reconhece o problema. Em um documento de suporte de janeiro de 2007, ela diz:

Publicidade

Problema: aplicativos da Adobe Creative Suite falham ao iniciar, gerando mensagens de erro na inicialização ou não funcionando corretamente em discos rígidos de Macintosh formatados em HFS+ case-sensitive.

Solução: instalar os aplicativos da Creative Suite 2 em um disco rígido formatado com Mac OS Extended (também conhecido como HFS+).

Veja que o artigo é tão antigo que ainda se fala de CS2, porém o problema persiste atualmente, inclusive na CS4. A grande questão é que muitos usuários conseguiram fazer a suíte rodar em Macs com HDs case-sensitive simplesmente renomeando alguns arquivos e/ou pastas, sem editar qualquer código fonte dos programas em si. Isso significa que a solução, por parte da Adobe, não seria nada complicada. Mas ela, aparentemente, não está nem aí.

Adobe CS4 erro case-sensitive

Para uma empresa gigantesca como ela, que não cobra barato pelos produtos, a atitude é inaceitável. O Mac OS X é um sistema operacional totalmente baseado em Unix e, assim como distros de Linux, funciona perfeitamente em modo case-sensitive — e, portanto, faz sentido muita gente querer utilizá-lo desta forma. Afinal de contas, “iPhone” é totalmente diferente de “Iphone”, quanto mais de “ipHONe”.

O Mac OS X Hints tem uma solução para o problema, porém ela foi publicada em julho de 2008, então não sei dizer se ainda funciona — que dirá na CS4. Aos que estiverem passando por essa dor de cabeça, como a Juliana, não custa tentar. E pro resto, compartilhem dicas e experiências nos comentários deste post. Vamos nos ajudar, afinal, ninguém merece ter que formatar a máquina só pra resolver essa (desculpem o termo) babaquice criada pela Adobe.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

Efeitos da crise: Midway Games, criadora do clássico Mortal Kombat, entra com pedido de falência nos EUA

Próximo Artigo

Google permite edição de planilhas do Spreadsheets no iPhone

Posts Relacionados