O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Duas instrumentistas brasileiras representarão nosso país na YouTube Symphony Orchestra

O YouTube anunciou hoje os vencedores do projeto YouTube Symphony Orchestra (Orquestra Sinfônica do YouTube), que formou a primeira orquestra sinfônica global colaborativa, selecionada exclusivamente por meio de audições online. Dentre os mais de 90 músicos de 30 países, estão as brasileiras Larissa Mattos e Irina Kodin. As duas viajarão aos Estados Unidos a convite do Google para participar de apresentações no Carnegie Hall, em Nova York, nos dias 12 a 15 de abril, sob regência do maestro Michael Tilson Thomas, diretor musical da Orquestra Sinfônica de São Francisco e assessor artístico do projeto.

Publicidade

Vencedores da YouTube Symphony Orchestra

As brasileiras foram selecionadas dentre 200 finalistas a partir de indicações da comunidade do YouTube e de Michael Tilson Thomas. Ao todo, serão mais de 90 músicos de 30 países e territórios, tocando 26 instrumentos diferentes.

A mineira Larissa Mattos foi convencida pelas amigas a participar do concurso. A estudante do terceiro ano de Música na Universidade Federal de Minas Gerais toca violoncelo em três bandas de música popular brasileira e já se apresentou em peças de teatro. “Para mim foi uma surpresa muito grande ser uma das finalistas. Estou muito contente e ansiosa para a apresentação em Nova York. Ganhar um concurso de música clássica no Brasil tem um peso maior do que em qualquer outro país”, diz Larissa.

Publicidade
[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=BSjE9YCHyco[/youtube]

A outra vencedora, Irina Kodin, búlgara radicada no Brasil, já atua profissionalmente há alguns anos e é música da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (OSESP). Para ela, isso demonstra o alcance do projeto promovido pelo YouTube. “Estou muito curiosa para saber o que vai acontecer em Nova York. Esse concurso poderia servir de exemplo para testes futuros em orquestras, pois se trata de uma forma democrática de seleção” diz Irina.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=W0vjQ3cRfVw[/youtube]

Os músicos selecionados pelo projeto participarão de uma aula magna com profissionais renomados; ensaiarão juntos e compartilharão experiências e bastidores do dia-a-dia do mundo da música clássica. Além do Brasil, há representantes da Austrália, Áustria, Bélgica, Bermudas, Canadá, China, Colômbia, República Tcheca, França, Alemanha, Grécia, Hong Kong, Hungria, Israel, Itália, Japão, Lituânia, Malásia, México, Países Baixos, Polônia, Romênia, Rússia, Coréia do Sul, Espanha, Suécia, Ucrânia, Reino Unido e Estados Unidos.

Reconhecimento popular e da comunidade internacional de música clássica

Desde o lançamento da iniciativa, em dezembro de 2008, o YouTube Symphony Orchestra registrou 13 milhões de acessos, com visitantes de mais de 200 países. Mais de 3 mil vídeos de músicos amadores e profissionais foram cadastrados. Participantes de mais de 70 países dos seis continentes aderiram a essa iniciativa. Após uma seleção preliminar, conduzida por músicos da Orquestra Sinfônica de Londres, as Filarmônicas de Berlin, Hong Kong e Nova York, entre outras, os vídeos dos 200 finalistas foram disponibilizados para votação popular. A comunidade do YouTube escolheu seus favoritos e a decisão final da criação da orquestra foi feita por Michael Tilson Thomas.

“Todo o processo de revisão e consolidação das indicações de pessoas do mundo inteiro foi uma experiência incrível. O projeto realmente abre uma janela real para músicos profissionais e amadores de todo o mundo, que nos mandaram desde audições gravadas em suas próprias casas até vídeos elaborados”, disse Tilson Thomas. “Todos eles tocaram com grande devoção e eu gostaria de agradecer a contribuição das orquestras participantes e de toda a comunidade na escolha dos vencedores.”

Caso você esteja em Nova York entre os dias 12 e 15 de abril, os ingressos para os concertos já estão disponíveis no site do Carnegie Hall.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

iPods e iPhones não entram de jeito nenhum na casa dos Gates

Próximo Artigo

Apple libera Battery Update 1.4 e Digital Camera RAW Compatibility Update 2.5

Posts Relacionados