O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

iPhone App Store bate marca dos 25 mil títulos e deixa plataforma Windows Mobile pra trás

O iPhone pode oferecer tecnologia 3G, uma touchscreen bem grande com tecnologia multi-touch, um belo design e tudo mais a que temos direito, mas todos sabemos que, analisando apenas pelo aspecto de hardware, existem ofertas no mercado superiores a ele. Um dos maiores trunfos da Apple é, sem dúvida alguma, a sua loja de aplicativos, isto é, o ecossistema que gira em torno de centenas de milhares de desenvolvedores no mundo todo.

Publicidade

Assim como o iPod não foi o primeiro MP3 player no mercado, a Apple também não “inventou” a distribuição de aplicativos de terceiros. Há anos isso já é possível nas plataformas Windows Mobile, S60, Palm e BlackBerry, mas o que o pessoal de Cupertino fez foi facilitar ao máximo não só o desenvolvimento de títulos, como também a sua comercialização e, é claro, a navegação e oferta de opções para o usuário. Nunca foi tão fácil comprar e instalar um app num smartphone, e tudo isso só é possível graças ao iTunes.

Número de ofertas da iPhone App Store

De ontem pra hoje, a App Store bateu mais um recorde: 25.000 itens disponíveis para compra ou download. Mas, desta vez (há um mês, ela passava de 20 mil; há dois, de 15 mil) a coisa é ainda mais significante: a plataforma iPhone/iPod touch já deixou o WinMo (+Pocket PC) para trás em número de aplicativos disponíveis. Este, segundo estimativas (já que não há um repositório central como a App Store), tem por volta de 20 mil títulos disponíveis atualmente. A grande diferença entre os dois? A App Store tem por volta de oito meses de vida, enquanto o ecossistema Microsoft já passa de nove *anos*!

Publicidade

Sem dúvida alguma a Apple está no caminho certo, principalmente com melhorias que tem feito eventualmente na loja, como a recente remoção de comentários de usuários que não haviam comprado certos aplicativos. Agora, na minha opinião, o próximo grande passo será permitir o trial de títulos, a experimentação por tempo limitado e/ou a possibilidade de devolução dentro de um período pré-estipulado, como as 24 horas do concorrente Android Market.

Ah, e uma curiosidade do dia: segundo o 148Apps.com, o custo total de tudo o que está disponível hoje na App Store é de US$71.606,67. Com isso, obtém-se a média de preço dos aplicativos e jogos (que representam um quinto do total) lá disponíveis: US$2,80. Nada mal.

[Via: Apple 2.0.]

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

IUGO baixa preço do Toy Bot Diaries e distribui US$10 mil para quem brincar com o seu jogo

Próximo Artigo

Investidor da Palm aposta: "todos" migrarão para o Pre com o fim dos contratos do iPhone

Posts Relacionados