O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Já saíram resenhas dos três colunistas de tecnologia mais famosos dos EUA sobre o novo iPod shuffle

iPod shuffle 3GÉ claro que eu ainda não tive a oportunidade de ver um dos novos iPods shuffle de perto e nem de avaliá-lo com precisão, mas as minhas primeiras impressões e opiniões sobre o produto, já expus neste artigo.

Publicidade

Agora há pouco, porém, saíram as três primeiras análises de fato do aparelho, escritas por três dos colunistas de tecnologia mais influentes dos Estados Unidos — os três que sempre recebem os gadgets da Apple antes de todo mundo e publicam resenhas no dia em que são lançados. Li cada uma delas e trago as principais observações de cada um abaixo, confira:

David Pogue | New York Times

  • Coincidentemente, Pogue também relaciona o novo shuffle à paródia do programa Saturday Night Live (SNL) que publiquei neste artigo. É realmente difícil de acreditar que um aparelhinho tão pequeno tenha 4GB de capacidade interna e consiga armazenar 1.000 músicas.
  • Considera um avanço sobre shuffles anteriores, que nunca tiveram uma tela, mas não podiam informar a música/artista que estava tocando. Além disso, acha positiva a possibilidade de se sincronizar listas de reprodução (playlists) com o gadget a partir de agora.
  • Observa bem que o recurso VoiceOver não é uma novidade completa, como a Apple tem dito. A tecnologia já existe em alguns modelos de iPods anteriores, mas era usada apenas como acessibilidade (para pessoas cegas).
  • Acredita que 2009 será o ano em que tecnologias de voz computadorizada passarão a ser usadas em massa. Primeiro, vieram no Kindle 2, que oferece uma funcionalidade de text-to-speech de livros eletrônicos. Agora, chegam também à linha de iPods.
  • O iPod shuffle 3G vem com um cabo USB branquinho super pequeno, de 7,6 centímetros de comprimento. O iPod shuffle 2G, por sua vez, vinha com um mini-dock, enquanto o 1G funcionava como um pendrive e espetava-se diretamente no computador.
  • Acha o design lindo e o som “fantástico”, mas também coloca como ponto negativo a obrigatoriedade de os usuários terem que usar os fones de ouvido proprietários da Apple — os únicos hoje em dia que possuem os botões embutidos capazes de controlar o novo iPod shuffle.

Walt Mossberg | Wall Street Journal

  • É “o menor tocador de música” já testado por ele.
  • Assim como Pogue, nota que este é o primeiro shuffle que trabalha com listas de reprodução (playlists) do iTunes. Todavia, se a pessoa tiver muitas delas poderá achar chato ter que esperar o narrador citar todos os nomes até que a desejada possa ser escolhida.
  • O iPod shuffle 3G é capaz de armazenar músicas, audiobooks e podcasts.
  • A voz computadorizada é satisfatória, mas não é perfeita: traz algumas entonações estranhas, palavras mal-pronunciadas (dá o exemplo de números romanos: IV foi dito “ai vi” em vez de “four”), sílabas puladas e afins. Ainda assim, é fácil de se entender.

  • O tamanho reduzido do novo shuffle compromete a autonomia da sua bateria, que passa a ser de uma média de 10 horas, contra 12 do modelo anterior.
  • É mais um que considera os fones de ouvido proprietários com controles embutidos um ponto negativo. Se alguém já tem um par de fones preferido, não pode usá-lo com o iPod shuffle 3G.
  • Belo design, ótimo para quem faz exercícios — muito fácil de prender em roupas, cintos, pochetes, mochilas, etc.
  • Também comenta da paródia do SNL (hahaha!) e diz que, enquanto testava o novo shuffle na última semana, teve dificuldade de encontrá-lo quando ele caiu no chão — estava escondido atrás do pé de uma mesa.

Edward C. Baig | USA Today

  • Relaciona o tamanho do novo shuffle, desta vez, com aqueles clipes de gravata (dá até pra usar como um, por sinal! Hehe).
  • Fechando a leva dos três (ou quatro, contando comigo), também considera o uso de fones de ouvido proprietários da Apple um ponto negativo no iPod shuffle 3G — ainda mais porque também não gosta deles e diz que incomodam na orelha após certo tempo de uso. Nota que, futuramente, outros fabricantes lançarão modelos compatíveis e que a Apple deverá oferecer um adaptador com controles para fones convencionais.

  • Também comenta sobre a redução na autonomia de bateria para 10 horas.
  • O iPod shuffle 3G é tão pequeno que ele não o encontrava dentro do próprio bolso da camisa. 😛
  • Considera a chegada do VoiceOver como um ótimo “tapa-buraco” para a ausência de tela nos shuffles.
  • É mais um que destaca a chegada de listas de reprodução (playlists) ao iPod shuffle, observando inclusive que audiobooks e podcasts são tratados como listas independentes no aparelho.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

Designer transforma foto famosa de Steve Jobs em desenho feito só com tipografias

Próximo Artigo
Logo do Google Voice

Google finalmente relançará o GrandCentral como o novo Google Voice

Posts Relacionados