O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

De graça, até injeção na testa! XXXVIII

Músicas gratuitas 20090414Burn, baby BURN! Nada melhor que ver as gananciosas gravadoras levando um tombaço depois do aumento dos preços na iTunes Store. O que eu gostaria de ver mais? Alguém ousado vendendo músicas tão baratas que a quantidade faria com que os lucros quebrassem todos os recordes! Sinceramente, há muitas formas de fazer dinheiro grande com talento musical (dica: cobrar quase R$50 por 10 faixas NÃO é uma delas).

Publicidade

Enfim, coisas da crise: agora que até a Apple liberou geral, todo mundo corre atrás. Queria saber por que não daria para vender por download faixas a R$1,50 ou álbuns a R$15, se dá pra vender um CD MusicPac (Maroon 5, por exemplo) por menos, nas lojas. Mistérios insolúveis feito sulfato de chumbo…

O que importa é que as gratuidades continuam e, ainda que não sejam sempre brilhantes e imperdíveis, servem para abrir o caminho para artistas que estão começando ou que simplesmente ainda não estão tanto assim na mídia. Ou para enterrar de vez quem não tem talento algum. Vamos às faixas de hoje? 🙂

Single of the Week

Cage the ElephantToda semana, encontramos uma faixa de uma banda ou artista de que gostamos e a trazemos até você, gratuitamente, como nosso Single of Week. Cage the Elephant é um quinteto do Kentucky que chamou nossa atenção com sua apresentação de blues-rock com um toque de raiz. Frontman Matt Shultz e seu irmão condutor das seis cordas, Brad, exibem uma sintonia sem esforço em “Ain’t no Rest for the Wicked”, na qual Matt conduz um solo assombroso de slide-guitar com seu vocal coloquial e levemente caçoante, reminescente de um G. Love jovem.

Se você gostar da faixa, dê uma sacada no álbum. [11 faixas por US$8]

Eu juro, se você gostou do som de Beast, com “Mr. Hurricane” , vai gostar também de “Ain’t no Rest for the Wicked” (link para a iTS): são muito, muito parecidas. Estragando um pouco a surpresa, esta faixa traz uma metamorfose super agradável (e um tanto previsível) a um arranjo que, sozinho, seria tedioso ao extremo. Porém, crescendo ele se mostra um capricho, quase uma brincadeira auditiva. Apesar de não demonstrarem grandes virtudes, os caras do Cage the Elephant estão de parabéns por fazerem algo interessante com quase nada de excepcional. Seria o equivalente musical a um daqueles momentos em que cozinhamos um banquete a partir de ingredientes parcos e misteriosos. Você pode conferir mais informações sobre o grupo no site oficial ou escutar mais de seu trabalho no MySpace. IMHO: 3/5 É estiloso e legal; não abala as estruturas, mas vale o download.

Discovery Download

Ida MariaNosso Discovery Download põe em foco um gênero diferente a cada semana, oferecendo gratuitamente uma faixa que julgamos merecer sua atenção. Ida Maria, de Estocolmo, tem uma grande voz para rock ‘n’ roll — ela seria um meio termo modulante entre Joan Jett e o Julian Casablancas do The Strokes. Nesta faixa — um pequeno hit na primavera passada, no Reino Unido — Maria expressa uma verdade dura de encarar acerca de relacionamentos, usando o entusiasmo do punk-rock, e acaba criando um canção pop super-estimulada que te pega pelo colarinho.

Se você gostar da faixa, dê uma sacada no álbum. [10 faixas por US$8]

Acho que nunca apareceu uma faixa de uma artista como a Ida Maria (que, apesar do nome, não é latina) entre as gratuidades da iTS, desde que comecei a fazer estes posts… Ela se enquadra bem no perfil de uma Janis Joplin da vida — sem querer comparar com o talento histórico desta. Para resumir numa palavra só, o estilo de “I Like You So Much Better When You’re Naked” (link longo para a iTS) é “tormento”. Sério, ela canta sofrendo até em uma faixa animadinha e supostamente feliz como esta… Lógico, isso não é necessariamente uma desvantagem, pois confere um tom confortável de amadorismo à música, tornando-a mais próxima de nós. O estilo diferente se estende até o MySpace, onde você verá um perfil que é a cara da Ida. Mesmo. No site oficial prometem uma faixa gratuita a quem se cadastrar: eu tentei, mas tudo acabou num grande erro, vai entender — de qualquer forma, é capaz de ser esta mesma e/ou de abrir os portões do SPAM Hell na sua caixa de entrada. 😛 IMHO: 2/5 Uma canção divertida e humana, mas não muito excepcional.

Canción de la Semana

Grupo RushToda semana, encontramos uma faixa de uma banda ou artista que está na crista do sucesso e a trazemos até você, gratuitamente, como nossa Canción de la Semana. Grupo Rush é uma banda dominicana que traz com sucesso os sons da bachata ao século XXI. Os puxões rítmicos no metal das cordas tem a eloquência doce e estival de um bolero entrelaçado, mas a harmonia e o baixo acertando forte faz desta uma balada de classe, pronta para os clubes.

Se você gostar da faixa, dê uma sacada no álbum. [10 faixas por US$10]

Primeiramente, desculpas por não trazer links sobre estes artistas: o meu escravo Google confundiu-os inteiramente com um outro grupo Rush — muito mais agradável à audição, diga-se de passagem. Não à toa, até a página da Canción está uma bagunça: nem ao menos mudaram o nome do Hijo de la Cumbia, na seção de música! Bem, indo direto ao ponto… imagine uma boy band dotada de toda a caliência de um cantor de reggaetón com problemas hormonais: sim, estou falando de “Jasmine” (link para a iTS). É triste! É ruim! Ao mesmo tempo é hilário, quase como a ideia de ler uma canção de ninar escrita por um guaxinim bêbado. Se você chegar ao fim do clipe desta canção (em inglês, no YouTube!), eu digo que você está pronto até prum zombapocalipse: _nada_ te derruba. Eu não consegui chegar sequer a 1’30”. IMHO: 0/5 Vou precisar desinfetar meus ouvidos.

Video of the Week

Jessica Harp“Boy Like Me” é uma canção composta por Jerry Flowers, sendo o primeiro single do álbum de estreia de Jessica Harp. Este é seu primeiro lançamento desde os The Wreckers, uma dupla country constituída por Harp e Michelle Branch, um projeto colocado na geladeira em prol de suas carreriras solo.

[Adaptado da página sobre a canção na Wikipédia.]

Pronta pra casar (veja o clipe, você vai entender). Se você é da bagaça, tentar ser sério só estraga — e a recíproca é verdadeira. Bem, Jessica Harp é 100% bagaça e parece não ter problemas com isso. Assim como um suco de morango de pacotinho, “Boy Like Me” (link artificial para a iTS) é altamente industrializado, processado até o ponto em que dá pra notar claramente o airbrushing na pele da moça e o resultado final é um doce pegajoso que você odeia reconhecer que gosta. Não, não é um morango selvagem, saboroso por natureza, mas está longe de ser ruim — a não ser que você seja exclusivo para sabores naturais. Toda a sorte do mundo para a Jessie com sua voz potente (espero) e, enquanto isso, os marmanjos podem aproveitar o eye candy gratuito deste clipe que é, em dados momentos, engraçadinho e cheio de fetiches. O perfil (supostamente) da moça no MySpace só tem esta faixa pra ouvir, então esperemos por mais com tempo: no site oficial há uma espécie de blog, então você pode acompanhar os posts dela. Ah, e de country não tem nem as botas: é sugar pop de raiz, nascido e criado num shopping center. IMHO: 3/5 Autenticamente artificial, o que não deixa de ser sincero.

. . .

Publicidade

Por hoje é só… ou não. Eu sei que há um babilhão de formas de conseguir qualquer música de graça na internet, mas eu devo confessar que eu me sinto muito melhor quando pago um preço justo pelo trabalho de um artista que admiro — alguém tem que ajudar, digamos, o Chris Martin a sustentar a Apple (esse é o nome da filha dele)!

Então, se você for como eu e quiser que a insanidade de preços altos chegue ao fim para podermos comprar direitinho o que queremos, sem dor nem sofrimento exagerados, vamos ver com carinho iniciativas como o MusicPac da Universal Music — que simplesmente não divulga o próprio produto… GRRR! Enquanto isso não se espalha, até semana que vem, com mais gratuidades!

Caso você não tenha uma conta na iTS estadunidense, recomendo a leitura deste post.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

Microsoft lança versão trial de 30 dias totalmente funcional do Office 2008 para Mac

Próximo Artigo

Brasileiro produz adesivos da Maçã e para proteção de iPhones/iPods

Posts Relacionados