De graça, até injeção na testa! XLV

Músicas 20090602A menos de uma semana da keynote de abertura da WWDC ’09, imagino o quanto todos estejam ansiosos para saber o que o Phil Schiller trará de novidades! Mas calma, ainda há tempo para fazermos listas de todos os rumores que rolam por aí.

Publicidade

Justamente para ajudar um pouco na espera, trago hoje uma dica do Newton Mota, da nossa equipe, para acessar um catálogo com *milhares* de músicas gratuitas que não botarão a PF (aka “os hómi”) na sua porta. Nada mal, né? 😉 Isso sem falar na minha segunda recomendação de artistas que não cantam em inglês (nem português), para ajudar a tornar sua biblioteca mais “globalizada”.

Sem mais delongas, vamos às canções gratuitas na iTS norte-americana desta semana.

Single of the Week

David NailToda semana encontramos uma faixa de um artista ou banda de que gostamos e a trazemos até você, gratuitamente, como nosso Single of the Week. David Nail, do Missouri, vem lançando músicas country sem firulas desde 2002. Ele foi abençoado com um estilo vocal confiante que dá um pouco de sinceridade interiorana a suas examinações poéticas do dia-a-dia. “Red Light” é um exemplo perfeito de seu charme: em vez de lançar-se numa onda de fúria e pragas ao ver-se preso num sinal fechado, Nail encontra a simplicidade e beleza daqueles que passam, cruzando a rua, de certa forma envolvidos neste ritual. Claro, seu mundo além desta esquina está desmoronando, mas, ainda assim, é uma bela imagem.

[Site oficialMySpaceWikipédia]

Mais uma vez seguindo a tendência de boas músicas country, eis “Red Light” (link para a iTS). O estilo do David Nail realmente não conta com grandes arroubos ou firulas, o que pode decepcionar aqueles que curtem uma música mais elaborada. Pelo menos ele é consistente e talentoso, ainda que um pouco plano — sua voz é meio “nã-nã-nã-ããã”. Mesmo sendo bem simples, não deixa de haver qualidade aqui e, aos que entendem bem inglês, as imagens relaxantes usadas na letra da música são bastante tocantes. IMHO: 3/5 Boa, mas não incrível; vale o download.

Discovery Download

Matias AguayoNosso Discovery Download põe em foco um gênero diferente a cada semana, oferecendo gratuitamente uma faixa que julgamos merecer sua atenção. O antigo maestro da Closer Musik, Matias Aguayo, é responsável por esta criação nervosa, extravagante. As batidas eletrônicas dão um ar de música eletrônica dos anos 80, enquanto vocais cativantes, indistintos (reminescentes de “I Want Candy”) — e sons variando de orelha a orelha — proveem um efeito Doppler levemente desorientador. “Bo Jack” vai acender sua festa ou mantê-la pegando fogo.

Se você gostar da faixa, dê uma sacada no álbum. [5 faixas por US$4]

[MySpace]

Amantes da música eletrônica, fiquem de ouvidos bem abertos: talvez vocês possam decifrar esta faixa pra mim. “Bo Jack” (link para a iTS) tem todo um ar tropical, podendo ter sido até a Canción de hoje. Contudo, o estilo do Matias é bem focado em repetições e loops que, pelo que pude ouvir, são chatos. Muito chatos. Dou um pontinho para o bom uso dos samples vocais: ficou uma coisa de outro mundo. IMHO 1/5 Só para quem souber apreciar música eletrônica “da gema”.

Canción de la Semana

POLBOToda semana, encontramos uma faixa de um artista ou banda que está na crista do sucesso e a trazemos até você, gratuitamente, como nossa Canción de la Semana. O álbum auto-intitulado da Polbo foi indicado para o GRAMMY® Latino em 2006. O álbum foi um refrescante esforço de hard-rock que alternava entre riffs da década de 1960 e o altercante rock de raiz dos bons tempos. Agora Polbo está de volta com Limonada, e os ganchos são empurrados mais longe logo de cara. “Te Quiero Mucho” é uma música desordeira, para cantar junto, exibindo as influências da invasão britânica nas mangas da banda, mas mostra um ângulo inusitado que dá a Polbo um som difícil de classificar, mas fácil de recordar.

Se você gostar da faixa, dê uma sacada no álbum. [11 faixas por US$10]

[Site oficialMySapce]

Podem me apedrejar, mas lá vai: depois da primeira dissonância que abre a faixa, não consegui tirar da cabeça o quanto “Te Quiero Mucho” (link para a iTS) lembra os Beatles. Na verdade, o estilo da POLBO (grafia oficial, ok?) como um todo tem ares de Inglaterra-metade-do-século-passado, como bem nota a resenha da iTunes Store acima. O que resulta de uma mistura disso com latinidade e caos à la The Strokes? Nada muito feliz… IMHO: 3/5 Esta é uma das melhores músicas deles — o que pode ser um elogio ou uma crítica.

Video of the Week

Black Joe LewisEnquanto trabalhava numa loja de penhores em Austin, Texas, Joe Lewis apanhou uma guitarra, afinou suas cordas e começou a tocar em noites de open mic (em que qualquer um pode chegar, se inscrever e tocar para o público). O grupo formou-se depois que um futuro colega de banda, Zach Ernst, membro do Comitê de Música e Entretenimento da Universidade do Texas, agendou Lewis para o número de abertura do show do Little Richard no festival anual Forty Acres Fest.

[Adaptado da página sobre a banda, na Wikipédia.]

[Site oficialMySpace (nenhuma música disponível, no momento) | Wikipédia]

Pronto para entrar na máquina do tempo e voltar à primeira metade do século XX? “Sugarfoot” (link para a iTS) é muito legal e o vídeo combina, trazendo um ar vintage. A edição não fica nem um pouco atrás, mas eu diria que o Black Joe precisava de umas 500 lições de palco antes de gravar isto: a música do cara arrebenta, mas ele é uma mosca morta neste clipe. Quem sabe melhore com o tempo, afinal de contas ele começou de maneira super desprentenciosa. Fiquemos de olho, pois adorei o estilo musical dele! IMHO: 3/5 Quando o protagonista parece estar no clipe à força, muito da magia se perde, mesmo a música sendo excelente.

FreeMusicArchive.org

Free Music ArchiveO Free Music Archive é uma biblioteca interativa de downloads de áudio de alta qualidade, legal, dirigida pela WFMU, a estação de rádio freeform mais renomada da América. O rádio sempre ofereceu ao público livre acesso a novas músicas. O Free Music Archive é uma continuação deste propósito, desenhado para a era da internet.

[Traduzido da seção “Sobre”.]

Taí uma iniciativa que podia virar moda: concentrar esforços de artistas independentes, que buscam pela notoriedade em um ambiente hostil gerenciado por grandes selos musicais. Nada melhor! 😀 Contudo, o FreeMusicArchive.org precisa vencer uma pequena grande barreira para poder alcançar verdadeiramente seu objetivo: ele precisa se organizar (OT: aproveitando o embalo, o Linux também).

Dando uma busca bem rápida, encontrei 90% de bizarrice e 10% de música legal — “Lysine” (3/5), do Max Tundra, uma boa pedida para os que curtem som eletrônico divertido, se salva. Com um catálogo até grandinho, será preciso algum aventureiro para apontar onde dormem as andorinhas, pois garimpar preciosidades por lá é… extenuante. No fim das contas, o site é super bem concebido e está coberto de e recheado com boas intenções: torço para que triunfe e torne-se uma bela referência para ilustres desconhecidos divulgarem seu trabalho.

KYO

KYOAgora você pode ir pra lá dos Pirineus, musicalmente falando. KYO é uma banda francesa que toca músicas engajadas, com um objetivo nobre de tentar salvar o mundo. Eu nem me ligo tanto neste tipo de coisa, só que os caras mandam muito bem: eu não curto francês, realmente não gosto do idioma, mas não dá pra ficar indiferente ao rock desta banda — se eles me fazem querer cantar junto, imagina o que não vão fazer com quem goste. Como recomendações, deixo “Contact” (4/5) e a participação deles em “L’Or de nos vies” (esta, 5/5; ambos, links para YouTube). Aliás, neste último clipe, você confere 13 outros artistas de língua francesa: veja a lista completa com links neste artigo sobre o single. Você poderá conhecer mais da banda na Wikipédia, mas eu não recomendo tentar ir ao site oficial agora: aparentemente, ele foi crackeado. Medo. 🙁

. . .

E, por hoje, é isso! Espero que tenham gostado e, semana que vem, por favor, sobrevivamos todos à phillnote de segunda-feira: nada de saltar do topo da mesa de jantar, caso os rumores não se confirmem. Até terça! 😀

Caso você não tenha uma conta na iTS norte-americana, leia este post. As músicas da iTS aqui comentadas só podem ser adquiridas gratuitamente até 8 de junho, portanto não durma no ponto!

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…