O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

E hoje foi o dia em que pipocaram reviews do Palm Pre em todos os grandes veículos online

O Boy Genius Report saiu na frente com a primeira resenha sobre o Palm Pre há alguns dias, mas, pelo que observei hoje, a jogada deles teria acontecido fora dos planos da Palm. Hoje, de uma vez só, foram publicadas reviews do produto em todos os grandes veículos/blogs de tecnologia mundiais.

Publicidade

Lembramos que ele chegará ao mercado somente neste sábado, 6 de junho. Confira abaixo um condensado de todos os artigos:

David Pogue, NYTimes.com

Adorou o aparelho pelo seu lindo hardware + software, tamanho compacto, teclado, bateria removível, multitarefa e consolidação de calendários. No lado negativo, citou a autonomia da bateria, baixa performance na abertura de programas, volume do toque e a rede da Sprint. Chamou o Pre de “iPhone remixado”, lembrando que seu mentor é Jon Rubinstein, ex-empregado da Apple — que puxou vários engenheiros de Cupertino, entre outros, totalizando 250 pessoas novas trabalhando neste projeto.

Palm Pre David Pogue

Walt Mossberg, AllThingsD

Considera-o o grande primeiro bom concorrente para o iPhone, gostou do webOS e da sua interface, bem como o recurso Synergy. A grande desvantagem é o App Catalog (a App Store da Palm), que não só tem uma oferta minúscula de títulos para compra/download, como ainda está bastante bugado. Durante os seus testes, um problema mais sério — reconhecido pela Palm — chegou a apagar todos os dados do seu aparelho.

Publicidade

Edward C. Baig, USA TODAY

Teve dificuldades com performance e alguns bugs no software, incluindo até mesmo uma loucura com o relógio do aparelho e uma ocasião em que teve que reiniciá-lo porque “os ícones não paravam de dançar na tela”. Sente falta do correio de voz visual (Visual Voicemail) do iPhone e considera a baixa oferta de apps de terceiros o calcanhar-de-aquiles do lançamento do Pre.

Palm Pre USA TODAY

Bonnie Cha, CNET

Pontos positivos pelo sistema operacional multitarefa, qualidade de ligações e opções de conectividade sem fio. Não gostou do teclado físico e afirma que a bateria drena rapidamente. Também sentiu falta de um slot de expansão, gravação de vídeos e suporte ao Adobe Flash.

Joshua Topolsky, Engadget

Gostou do teclado físico QWERTY e reconhece que a Palm aprendeu com suas concorrentes, especialmente com a Apple. O webOS acompanha recursos que visam a reduzir ao máximo a discrepância de usabilidade entre computadores e smartphones. Sua performance é superior à do iPhone, porque ele incorpora um chip ARM Cortex mais rápido.

Palm Pre Engadget

Jason Chen, Gizmodo

O webOS é ágil, inteligente e capaz — ou seja, no lado do software o Pre está bem atendido. Todavia, seu hardware não surpreendeu e ainda pode evoluir muito, dando hoje uma sensação de “barato”, por ser todo feito de plástico.

Palm Pre Gizmodo

Peter Svensson, The Associated Press

Provoca a Apple e diz que há um novo rei entre os telefones com touchscreens, destacando a qualidade do webOS. Afirma, porém, que a Palm poderá ter dificuldade para replicar o sucesso da iPhone App Store, visto que esta já oferece hoje uma grande gama de aplicativos úteis para a comunidade.

Sascha Segan, PC Magazine

Afirma que o Pre é “o dispositivo handheld mais bacana dos últimos tempos”. Destaca a chegada do webOS como um sistema operacional inovador, criado a partir do que a Palm aprendeu com o sucesso do smartphone da Apple. Lembra, com base nisso, que novos aparelhos rodando o webOS chegarão ao mercado ainda este ano, então isso é só o começo.

Steven Levy, Wired.com

Belo produto, sentiu-se bem com ele. Gosta das notificações instantâneas e usou o iTunes para carregar conteúdos no aparelho (leia mais sobre isso abaixo). A multitarefa é bacana, mas afeta negativamente a bateria.

Palm Pre Wired.com

. . .

E veja só que coisa, pra terminar o assunto Palm Pre por hoje: o iTunes 8.2 ainda não quebrou a conectividade do Pre. Quem diria.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

Petição de falência da Psystar mostra que quase dois terços da sua dívida foram gerados por seus advogados

Próximo Artigo

Em resenha do Palm Pre, Walt Mossberg dá dicas sobre o novo iPhone

Posts Relacionados