O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Corona é um kit de desenvolvimento que tenta sanar a falta de algumas qualidades do Flash no iPhone OS

Enquanto a Adobe está contente com a adoção do Flash Player 10 por quatro grandes plataformas no mercado mundial de smartphones, nenhuma solução oficial para iPhone deverá dar as caras no futuro. Em meio a isso, há quem esteja interessado em novas maneiras de se desenvolver para a plataforma móvel da Apple que não exijam a sua atual complexidade, mas que também sejam capazes de entregar grandes possibilidades para desenvolvedores mais experientes.

Publicidade

Aplicativos baseados em Corona

É pensando nesses profissionais que a Ansca, uma empresa fundada por ex-membros da Adobe, vem trabalhando em uma nova solução de desenvolvimento para iPhone OS capaz de envolver profissionais com forte conhecimento em scripts para web (obviamente, sem utilizar as mesmas linguagens de um browser). Chamada Corona, ela engloba um SDK capaz de diminuir o volume de aprendizado necessário para se construir um aplicativo visando à App Store em até 90%, segundo a sua criadora.

Por suportar um conjunto de recursos que a Apple também incorpora no iPhone OS, é possível ter acesso às principais capacidades do sistema usando Corona, sem toda a complexidade necessária para se chegar até lá com ferramentas convencionais. Isso é bom para trazer muitos desenvolvedores ligados em desenvolvimento web ou design para o lado da Maçã, e já existem aplicativos idealizados com base nessa ferramenta (vide imagem acima) que ganharam a chance de serem comercializados na App Store como qualquer outro, tendo um tempo de desenvolvimento muito menor que o esperado.

O CEO da Ansca, Carlos Icaza, e o seu CTO, Walter Luh, possuem experiência na turma de desenvolvimento do Flash Lite dentro da Adobe e acreditam piamente que seu projeto não se tornará um fracasso com o lançamento do Flash Player 10 em outubro deste ano para outros smartphones. De fato, é quase impossível que o Flash que conhecemos chegue um dia ao iPhone OS, mas os idealizadores do Corona também pensam que possuem algo que a Adobe não terá nunca. Levando em consideração a quantidade de aparelhos que poderá atingir em outubro com o Flash, acredito que não há necessidade de ela enfrentar as provocações deles, por ora.

Se você ficou interessado no Corona, pode adquirir mais informações em seu site oficial. O seu SDK é gratuito (mediante cadastro), e já existem seis aplicativos na App Store tirando vantagem dele.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

Seagate atualiza linha de drives externos para Mac

Próximo Artigo

Jobs fecha acordo com investidor para se livrar de sua mansão

Posts Relacionados