O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Comparativo do uso de memória entre navegadores web open source dá vitória ao Firefox 3.5

Firefox 3.5Depois da velocidade de renderização de HTML e execução de JavaScript, o que os usuários mais experientes costumam observar na escolha de um bom navegador é o seu uso geral de memória, porque é comum nos dias atuais trabalharmos em várias coisas de uma vez, e navegação em abas é algo que costuma ajudar muito (enquanto escrevo este artigo, estou com 10 abas abertas no Firefox), mas também pode prejudicar o desempenho da sua máquina.

Publicidade

Pensando nisso, o editor Sam Allen, do Dot Net Perls, produziu um comparativo de consumo de memória dos principais navegadores web abertos (open source) existentes no mercado. Firefox, Safari, Chrome e Opera foram submetidos a um teste pesado em um PC rodando Windows Vista, com a abertura das 150 páginas mais populares do Alexa.com por meio de um script, em intervalos de 30 sites por vez. O resultado foi compilado em um gráfico, o qual reproduzo a seguir:

Consumo de memória de browsers

Em todos os intervalos, o navegador da Mozilla foi o que utilizou menos memória para carregar e exibir todas as URLs carregadas, utilizando um máximo de 327,66MB durante todo o teste. Safari e Opera utilizaram quase a mesma quantidade máxima de RAM — em torno de meio gigabyte —, enquanto o Chrome foi o mais pesado de todos, chegando a uma máximo de 1,18GB — somando todos os seus processos.

Publicidade

O caso do Chrome é particular, pois ele usa uma arquitetura de múltiplos processos em sandboxing, ou seja, cada um deles possui o que precisa para rodar independente dos demais. Por isso, podemos dizer que foram contabilizados 150 processos do aplicativo durante o teste, ao passo que os demais navegadores precisaram de apenas um para cuidar de todas as abas.

Em situações normais, isso não é algo negativo para o aplicativo do Google (afinal, quem abre 150 sites numa sessão, não é mesmo? :-P), por ser uma característica da sua arquitetura diferenciada. Mas para algumas pessoas com limitações de memória em seus computadores já serve para concluir que múltiplos processos podem não ser uma bom caminho para navegadores, de forma que outras desenvolvedoras interessadas em seguir o mesmo caminho devem ficar de olho.

Agora, se você usa o Firefox, pode até não parecer — já vi algumas pessoas reclamarem de leaks de memória nele —, mas ele é o navegador mais eficiente para gerenciar múltiplas abas. Caso esteja considerando a mudança para ele, a versão 3.5 será oficialmente liberada amanhã.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

iPhone 3G, o “James Bond dos celulares de US$99”

Próximo Artigo

Apple libera MacBook Air SMC Firmware Update 1.2

Posts Relacionados