Intel acelera migração para chips de 32 nanômetros e poderá fazer isso ainda em 2009

Se os rumores levantados pelo DigiTimes estiverem corretos, a Intel poderá iniciar a migração da sua linha de processadores para 32 nanômetros ainda em 2009. O novo processo de fabricação da empresa foi demonstrado há alguns meses e suas possibilidades são tão animadoras que ela está acelerando o prazo de entrega junto às fabricantes de placas-mãe, anteriormente estipulado para o início de 2010.

Publicidade

Executivo da Intel com processador

A produção, a princípio, seria limitada para equilibrar a saída do volume dos chips atuais do mercado para a introdução dos novos. Cerca de 10% da produção mundial da Intel no quarto trimestre corresponderá às novas CPUs, cujo codinome inicial desta linha será Clarkdale. Herdeiro das técnicas de Hyperthreading apresentadas na linha Nehalem (a qual teve como primeiro desktop o Mac Pro), a Clarkdale é capaz de simular um processador quad-core, assumindo o controle de duas instruções em um dos seus dois núcleos.

Com um processo de fabricação de 32nm, estima-se que seja possível ampliar as velocidades de clock dos novos processadores sem prejudicar o envelope térmico para refrigerá-los, o que significa que eles também possuem maior eficiência energética. Embora isso seja importante para o seu bom desempenho, este não é mais um fator-chave para a popularização deles na indústria, já que chips menores podem facilitar a entrega de maior desempenho em máquinas mais limitadas, como os Macs mini.

Publicidade

Ainda não há uma previsão clara de quando teremos chips de 32nm no mercado, mas, julgando os prazos estipulados anteriormente, não há chances de a indústria de computadores (no meio da qual podemos jogar a Apple) vir a lançar algo do tipo em uma data anterior ao segundo trimestre de 2010.

[Via: Electronista.]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…