O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Saiba como a classificação etária dos aplicativos publicados na App Store (não) funciona

Na abertura da WWDC ’09, a primeira ação pedida pela Apple aos desenvolvedores para iPhone OS como preparativo para o firmware 3.0 foi ir até ao sistema de controle de vendas e aplicativos da iTunes Store (iTunes Connect) e especificar uma classificação etária para os títulos já existentes. Até aqui tudo bem para o usuário final, que não costuma dar muita atenção a todas as gafes de aprovação que a turma da App Store comete, mas, para alguns desenvolvedores, esse passo está causando uma bela dor de cabeça, conforme relata o TechCrunch.

Publicidade

Controles Parentais de desenvolvedores na App Store

Tudo se resume à tela acima. Dez itens relativamente simples de se ignorar responder, onde os desenvolvedores devem especificar se cada caso tem ocorrência média ou frequente nos binários enviados. A depender de cada resposta, a classificação dada pode variar entre 4+, 9+, 12+, 17+ ou No Rating (Sem Classificação), em que o último obviamente indica que o aplicativo não pode ser aprovado.

Os itens perguntados aos desenvolvedores estão listados a seguir (tradução minha):

Publicidade
  1. Violência sob a forma de Desenho ou Fantasia;
  2. Violência Realista;
  3. Conteúdo Sexual ou Nudez;
  4. Xingamentos;
  5. Referências a Álcool, Tabaco ou Uso de Drogas;
  6. Temas Adultos ou Sugestivos;
  7. Simulação de Jogos-de-Azar;
  8. Temas de Horror ou Medo;
  9. Violência realista ou sádica prolongada;
  10. Conteúdo gráfico sexual ou de nudez.

Curiosamente, os dois últimos podem, em qualquer ordem, impedir qualquer aplicativo de ser aprovado. Mas assim como vários desenvolvedores que estão reclamando disso, eu não vejo diferença de definição alguma entre o penúltimo e o segundo, nem entre o último e o terceiro. No entanto, a lógica da Maçã é bem esquisita: ao marcar o terceiro como “Intenso”, o aplicativo continua capaz de aprovação, mesmo sendo destinado a maiores de 17 anos:

Controles Parentais de desenvolvedores na App Store

Agora, ao marcar o último item simplesmente como “Moderado”, o sistema já acusa o aplicativo como inapropriado. Mas qual é a diferença?

Controles Parentais de desenvolvedores na App Store

Para colocar isso na prática, peguemos o Hottest Girls, que foi banido da App Store de uma forma tão rápida quanto entrou. Ele foi categorizado dentro da terceira e da sexta opção dentre as listadas acima, o que está adequado para a sua categoria. Pelos esclarecimentos que um porta-voz da Apple deu após a retirada do aplicativo, o que podemos entender como causa da sua remoção é que o conteúdo que Allen Leung adicionou por meio do seu servidor serviu para o pessoal da App Store caracterizá-lo como fonte de intensa de conteúdo gráfico sexual ou de nudez, portanto ele se enquadraria na última opção (que é igual à primeira, mas pode rejeitar qualquer binário enviado).

É confuso, mas condiz com a política da Apple de não oferecer conteúdo pornográfico na sua loja de aplicativos para iPhone/iPod touch. No entanto, o que a motivou a oferecer uma opção de oferta de conteúdo sexual ou nudez (portanto, inapropriado) capaz de fazer um projeto prosseguir no processo de aprovação? Nas palavras de um desenvolvedor que falou com o TechCrunch sobre o assunto, a terceira opção estaria destinada a soluções de educação sexual. Se isso for verdade, eu tenho medo de pensar em quem compraria algo desse escopo depois dos 17 anos… 😛

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

Dica: habilite o gesto de trackpads multi-touch para alternar entre abas no Firefox 3.5

Próximo Artigo

Flickr anuncia integração com Twitter

Posts Relacionados