Aventuras no Terminal: criando um novo usuário

Ícone do TerminalVocê deve estar se perguntando: pra que aprender isso?

Publicidade

Alguns podem dizer que o Mac OS X é estável o suficiente e as preferências do sistema nunca irão sofrer uma pane e impossibilitar esse feito. Ahá! E se você estiver hackeando acessando um sistema cujo único acesso é via linha de comando? Quando isso será necessário não vem ao caso, o importante é você saber como.

No exemplo dado, utilizaremos o usuário johndoe. Mas não esqueça de substituí-lo pelo nome que mais lhe for apropriado. Vamos ao que interessa? 🙂

1 – Primeiro, crie uma nova conta de usuário no domínio local. Com este comando você cria uma conta de acesso restrita:

Publicidade
sudo dscl . -create /Users/johndoe

2 – Feito isso, defina que a conta possa ser acessada por fora do sistema:

sudo dscl . -create /Users/johndoe UserShell /bin/bash

3 – Determine o nome completo do usuário:

Publicidade
sudo dscl . -create /Users/johndoe RealName "JOHN DOE"

4 – Qual o ID da conta (que pode ser qualquer número, entretanto o sistema o inicia em 501):

sudo dscl . -create /Users/USERNAME UniqueID 503

5 – E o grupo a que esse ID pertence:

sudo dscl . -create /Users/USERNAME PrimaryGroupID 1000

6 – Configure o diretório Home do novo usuário:

sudo dscl . -create /Users/johndoe NFSHomeDirectory /Local/Users/johndoe

7 – Escolha uma senha para a conta (substitua PASSWORD, no código, pela combinação de sua escolha):

Publicidade
sudo dscl . -passwd /Users/johndoe PASSWORD

8 – E lembre-se que, se você quiser que ela tenha direitos de administrador, esses privilégios precisam se adicionados (caso contrário, pule esta etapa). Use esta linha de comando:

sudo dscl . -append /Groups/admin GroupMembership johndoe

9 – Agora é só reiniciar o sistema e ser feliz:

shutdown -r now

E torcer para você *não* precisar disso nunca, a menos que goste dessa salada de comandos. 😛

[Via: MacFixIt.]

Posts relacionados

Comentários