Carta ao tio Steve: sobre as limitações da iPhone App Store

Logo - App Store

Caro tio Steve,

Publicidade

Eu sei que a Laurene me avisou como você reagiria, mas não custa tentar. Eu encontrei este vídeo no CrunchGear e estou assistindo a ele de novo, de novo e de novo — até entender como funciona essa história de aprovar aplicativos na iPhone App Store.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=ft68bBd7qtE[/youtube]

[…] Haverá certos aplicativos que não vamos distribuir: porn, aplicativos maliciosos, […]

Eu ouvi direito? “Porn?” O que é isto, então?

Busca na App Store por Brazil AMG Brasil Boys

Obrigado, Boechat, pela contribuição.

Eu não sei se fico triste com o exemplo acima por conta do clichê — em que somos vistos como gente gostosa e fácil — ou se estou apenas indignado porque moro em Salvador (gente gostosa sempre mora no Rio) e estou longe de ser o tipo que vai aparecer numa dessas fotos. Mas vir com esse papo de que isso aí não é pornografia descarada? Fala sério! Eu não tenho nada contra quem gosta de corpos masculinos, mas gostaria que você respeitasse a opção daqueles que gostam dos corpos femininos.

Vejamos, por exemplo, o caso do aplicativo que auxilia o uso medicinal da maconha. Viva! Acho válido que algo desse tipo possa ser utilizado por quem precisa. Mas, pessoalmente, se eu falar sobre isso com os meus pais, eu tenho certeza de que eles vão te achar um pouco estranho. Não iram deixar de gostar de você, mas passarão a lembrar que você é “o menino da maconha”, que usa LSD e por aí vai.

Afinal, tio Steve, qual é o critério que você usa na iPhone App Store? Entendo que você esteja zelando pelos valores morais e os bons costumes. Pelo menos, quero acreditar que seja essa a sua intenção. É essa, não é? Mas esse tipo de decisão não deveria ser pessoal? Não caberia aos nossos pais e a nós mesmos decidir o que é ofensivo, o que é errado, o que convém ou não?

Publicidade

Não quero bancar o maquiavélico, mas existe gente de coração bom por aí. Se alguém conseguiu criar uma forma positiva e benéfica de usar a maconha, por que não haveria formas re-educativas de se ver o sexo? Você fala de aplicativos maliciosos, de privacidade… Isso não é algo que reside muito mais na intenção do uso que no software em si? Afinal, tenho certeza de que tem muito pilantra por aí usando os produtos da Apple para fazer ações nada nobres. Privacidade? Você quer mesmo falar a respeito?

Ah, e que tal o Zoombie School? Pensou que eu ia esquecer, não é? Onde é que você estava com a cabeça quando esse jogo foi aprovado? Ah! Apesar de ser completamente ofensivo, quase uma versão Doom de Tiros em Columbine, o papo de entregar em conjunto com os desenvolvedores o melhor num único lugar foi mais forte. Entendo. Ah, claro, vocês voltaram atrás e baniram o título da loja. Uma pena que tenha sido depois de uma barulhenta reclamação por parte dos clientes.

Publicidade

Só lhe peço uma coisa: por favor, não dê bandeira! Ganhar dinheiro é bom, ser admirado e temido no mínimo deve dar um barato sensacional… Tio, por favor, saia mais de casa, vá passar um pouco mais do seu tempo livre com o tio Woz. Você transformou a Apple numa poderosa realidade. Só não mate o real espírito dela no meio do caminho.

E, por favor, mantenha-me informado.

Seu sobrinho querido,
-Newton.

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…