O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Greenpeace ataca postura socioambiental da HP e joga a Apple no meio

Um dia já foi a Apple, mas agora o alvo dos protestos infantis socioambientais do Greenpeace é a Hewlett-Packard (aka HP) — que é, se não a número um, uma das maiores fabricantes de PCs, equipamentos e suprimentos diversos de informática do mundo. Ativistas da organização afirmam ter escalado o complexo de centenas de milhares de metros quadrados da empresa pelo lado de fora e pintado os dizeres hazardous products” (em português, “produtos perigosos”) no telhado, usando tinta atóxica.

Publicidade

Tal atitude já era prevista há um bom tempo, quando os ativistas liberaram sua última classificação de empresas “verdes” no setor de alta tecnologia. Atualmente, a HP é uma das piores no ranking, e sua situação com o Greenpeace se deteriorou ainda mais devido a seus atrasos nas metas de reduzir o uso de componentes tóxicos em seus computadores.

Os principais compostos em questão são PVC (um tipo de plástico) e BFR (retardantes de chama à base de brometo), que são bastante agressivos ao meio ambiente pelo alto tempo necessário para decomposição, além de liberarem gases nocivos com sua combustão. Por ter eliminado esses elementos da sua linha de produtos, a Apple é envolvida no caso, mas agora como um exemplo a ser seguido.

Publicidade

“Se a Apple pôde se tornar livre de PVC e BFR, por que a HP não pode? Não há desculpas”, relata o Greenpeace pelo Twitter. Infelizmente, não há como negar que a organização não-governamental está certa: muitas das empresas de tecnologia avaliadas por ela vêm tentando se mostrar mais amigáveis ao mundo com seus produtos, mas uma das gigantes nesse setor nem ao menos é capaz de cumprir as metas que estabelece.

Contudo, eu continuo a achar a ação desses grupos ativistas parcialmente incorreta, por não trabalharem junto aos usuários finais e conscientizá-los a se livrar dos seus computadores e gadgets do jeito correto. Ora, será que eles pensam mesmo que todos os usuários finais do mundo vão fundamentar sua escolha por um produto “verde” apenas olhando para telhados pintados com tinta de rosto? 😛

[Via: Electronista.]

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

Designer propõe nova interface para a iTunes Store

Próximo Artigo
iPhone 3GS deitado, de lado

Apple deve abocanhar 15% do mercado de smartphones na América Latina

Posts Relacionados