O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

O Mac OS X e as suas ferramentas para o aprendizado do japonês/chinês

Uma das maiores praticidades de um computador é poder fornecer múltiplas ferramentas de aprendizado. Dentre elas, estão as que auxiliam na compreensão de um idioma estrangeiro. Neste artigo, falarei um pouco sobre o japonês/chinês.

Publicidade

Fui criado no meio da comunidade japonesa do Brasil e desde garoto tive contato com a sua cultura e idioma. Comecei a aprender pelo Windows, com ajuda de japoneses que me ensinaram a escrever os ideogramas orientais. Mais tarde, tomei contato com o Mac e atestei os diferentes recursos que ele oferece ao estudo da língua. Abaixo, listei alguns que chamaram a minha atenção:

Suporte a idiomas

O Windows XP, assim como o Vista, tem restrições no suportes a idiomas. Por padrão, ele não instala o suporte a línguas orientais e necessita de um procedimento para habilitar a escrita e a leitura na língua japonesa (sabe quando você tenta abrir uma página em japonês no XP e só vê quadradinhos ou interrogações? Pois é).

Painel de controle de idiomas no Windows XP

Apenas como curiosidade, para habilitar o Windows a reconhecer caracteres japoneses, o procedimento resumido é este: basta ir a Iniciar » Painel de controle » Opções regionais de idiomas » Idiomas e então marcar a opção Instalar arquivos para idiomas do Leste Asiático. Depois, ainda é preciso inserir o CD do sistema operacional e reiniciar a máquina. Pronto, seu PC agora sabe ler japonês! 😛

Mudança de idioma do sistema

Mudar o idioma de todo o sistema operacional é impossível no Windows XP em português (na versão em inglês há uma maneira de habilitar isso via software), mas rola no Vista Premium e Ultimate.

No Mac OS X, por padrão, o suporte de idiomas é nativo, assim como trocar completamente o idioma do sistema, o que gera maior imersão na língua estudada.

Painel International do Mac OS X

Programas de aprendizado

Bons programas para aprender japonês podem ser encontrados nas principais plataformas — Windows, Mac e até mesmo Linux. Um bom trabalho foi feito na comunidade de software livre para oferecer recursos em vários SOs diferentes nesse campo. Ainda hoje, a maior parte dos aplicativos encontra-se em inglês.

Extensão japonesa para o Firefox

O Rikaichan (add-on para o Firefox, imagem acima) e o Anki estão entre os que utilizo no meu dia-a-dia.

Dicionário em japonês integrado ao Leopard

No Mac OS X 10.4 Tiger este suporte nativo não existia, sendo adicionado posteriormente à versão 10.5 Leopard. Por padrão, ele encontra-se desabilitado, mas pode ser ativado no aplicativo Dicionário (Dictionary), nas preferências do programa:

Preferências japonesas no Dictionary.app

Por enquanto, ele só está disponível em japonês/japonês, inglês/japonês e japonês/inglês.

Escrita de caracteres chineses

O Mac OS X 10.6 Snow Leopard, como divulgado amplamente, terá suporte a escritas asiáticas diretamente nos trackpads multi-touch dos modelos mais recentes de notebooks da Apple.

Escrita chinesa no Snow Leopard

Para quem aprende japonês ou chinês, é um recurso bem-vindo no estudo dessas línguas, pois não limita o usuário a escrever o ideograma pela escrita fonética (pinyin no chinês, por exemplo, e romaji no japonês). Se a pessoa lembra como se escreve, mas não como se lê, pode se utilizar deste método. Esse recurso é um dos que mais aguardo no novo sistema.

[Inspiração para o artigo: Tofugu.com.]

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

Microsoft entra com recurso no processo contra o Word

Próximo Artigo

Vídeo: usuário instala interface Sense do HTC Hero no iPhone

Posts Relacionados