Sony revela interesse em títulos menores para o PSPgo, mas não admite concorrência com a Apple

Além de revelar uma versão “Slim” do PS3 (que virou o primeiro item na minha lista de sonhos de consumo :-P), a Sony aproveitou a GamesCom 2009 para apresentar o futuro modelo dos “PSP Minis”, títulos leves de baixo custo que deverão atrair os usuários para o seu PSPgo, apresentado na última E3. Tudo faz parte de uma nova experiência online que ela quer construir com entretenimento ao estilo PlayStation — mas ainda sem tocar no mercado que a Apple atinge hoje.

Publicidade

PSPgo

“Ele é totalmente diferente”, disse Eric Lempel, chefe de operações da PSN (PlayStation Network), que ficará responsável por hospedar o conteúdo online do novo console portátil. Ele lembra que a empresa japonesa reduziu significativamente o preço das ferramentas para criar jogos para o PSP, mas isso ainda não quer dizer que qualquer um poderá trabalhar com elas, ao contrário do que a Apple cansou de promover com seu SDK para o iPhone OS.

“Queremos entrar nessa área para ter desenvolvedores. […] Mas ela não estará aberta para ‘usuários’ [programadores independentes], e sim para profissionais, então não é como estamos vendo em outra plataforma”, disse Lempel. Parece que ele subestimou o potencial que muitos produtores independentes adquiriram, mas não.

Publicidade

Afinal de contas, de todas as gigantes do setor de jogos, a Electronic Arts é uma das poucas que decidiu produzir algo para a App Store. A maioria delas vai direto aos blockbusters da Microsoft e da Sony, mercados em que eu imagino existir uma possibilidade de faturamento anual irrecusável para as empresas que o dominam há anos. Há quem não se aventure fora dele por medo, e provavelmente isso não gera motivação para a Sony abrir suas ferramentas a qualquer programador independente.

No entanto, Lempel também não disse que quer desenvolvedores independentes longe da vista da Sony. “Nós nunca dizemos ‘nunca’ para nada”, disse ele. Para mim, ela ainda os ignora, mas isso não quer dizer que ela não esteja de olho em como a Apple conduz seus negócios mobile: talvez, ela apenas não queira cair na besteira de admitir isso em um momento que acha desnecessário e pode ser prejudicial. Porque seguro morreu de velho, né, gente? 😛

[Via: Gamasutra.]

Posts relacionados

Comentários