O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Depois de sete anos, “nasce” o padrão IEEE 802.11n para redes Wi-Fi

OK, “nasce” foi uma forma forçada de se falar. Mas para um padrão desses levar sete anos para sair é porque aprová-lo deve ter sido um parto, mesmo… 😛

Publicidade

Após sete anos desde a sua primeira proposta de padrão chegar ao mercado, a 802.11n finalmente foi ratificada pelo Instituto de Engenheiros Elétricos e Eletrônicos (IEEE) como um padrão Wi-Fi oficial. Com isto, o número de dispositivos com suporte a essa tecnologia de rede sem fio deverá crescer significativamente, julgando que o número de empresas que trabalham com a tecnologia atualmente poderia ser bem maior.

Wi-fi logo

Você provavelmente não deve estar entendendo como algo não-padronizado está em diversos produtos vendidos por aí. Explico: a aprovação desse padrão passou por vários altos e baixos nos últimos anos, desde a introdução de dispositivos limitados denominados “pré-N” em 2002 até a IEEE oficializar uma especificação provisória (draft-n), em março de 2007.

Tudo isso visou contornar o enorme atraso em chegar a uma conclusão final para o padrão 802.11n, o que de fato aconteceu hoje. Bases Wi-Fi existentes atualmente na especificação draft-n, portanto, possuem algumas diferenças em relação ao padrão oficializado.

Publicidade

Ele permite velocidades de transferência teóricas de até 600Mbps, mas, para chegar ao documento final de ratificação, ainda foram feitas muitas mudanças para oferecer uma qualidade de rede mais confiável e eficiente, combinando diversas frequências de aparelhos e usando um novo recurso chamado “agregamento de pacotes”, que oferece mais espaço para transferências.

Mais de 400 pessoas em 20 países diferentes trabalharam para construir o padrão que foi ratificado hoje, e o resultado final disso — um documento com 560 páginas — tem previsão de liberação para a segunda quinzena de outubro. Os primeiros produtos que tiram proveito da nova tecnologia estarão disponíveis apenas no final do ano, e ainda será necessário verificar com cuidado as especificações wireless dos roteadores/computadores que for adquirir até lá, para saber se atendem ao novo padrão.

[Via: Retuers.]

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
Ícone do iTunes 9

Vídeo-aula: conheça todas as novidades do iTunes 9

Próximo Artigo

Nova interface do iTunes 9 divide opinião entre desenvolvedores da iPhone App Store

Posts Relacionados