O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Estudo revela nível de radiação emitida por telefones celulares, incluindo o iPhone

iPhone SMS explosãoNão é novidade para ninguém que telefones celulares emitem ondas de rádio prejudiciais aos seres humanos, em alguma ordem. O que os tornam seguros para uso é a manutenção desse nível de emissão abaixo de uma taxa de absorção — algo que a maioria das fabricantes segue pelo mundo, mas sem visar necessariamente aos menores valores possíveis, determinando um maior nível de segurança para seus aparelhos.

Publicidade

Foi isso que o Grupo de Trabalho Ambiental (EWG) norte-americano quis provar, ao analisar 1.268 celulares de diversas marcas e construir um banco de dados que qualquer um pode acessar. Seguindo os padrões determinados pela FCC (a “Anatel” dos Estados Unidos), foi constatado que pouquíssimos dão garantia total de segurança em todos os casos de uso possíveis, além de muitos ignorarem o impacto da radiação eletromagnética em crianças.

O que a agência governamental norte-americana faz é estabelecer um índice de absorção específica (SAR) de radiação, com limite de 1,6W/kg para a exposição da cabeça (parcial), 0,08W/kg para o corpo inteiro e 4W/kg para as mãos. O cérebro, como é possível perceber, recebe uma das maiores quantidades, que não são muito distantes do necessário para afetar diversas espécies animais. Além disso, a FCC generaliza os números sem considerar limites especiais para crianças e não possui uma política forte para punir infratores.

Publicidade

Para a Apple, isso coloca o iPhone na região intermediária entre os aparelhos mais seguros contra radiação e os mais prejudiciais. O SAR parcial para o modelo 3G é de 1,39W/kg, e para o modelo 3GS é de 1,19W/kg. O primeiro caso pode deixar a desejar, mas o segundo prova que a nova geração de gadgets da Maçã está mais segura, apesar de ainda não ser o ideal.

A lista com os dez piores aparelhos em segurança contra radiação é repleta de aparelhos da Motorola, e os índices registrados não estão tão longe do iPhone 3G:

  1. Motorola MOTO VU204 – 1.55 W/kg
  2. T-Mobile myTouch 3G – 1.55 W/kg
  3. Kyocera Jax S1300 – 1.55 W/kg
  4. BlackBerry Curve 8330 – 1.54 W/kg
  5. Motorola W385 – 1.54 W/kg
  6. T-Mobile Shadow – 1.53 W/kg
  7. Motorola C290 – 1.53 W/kg
  8. Motorola i335 – 1.53 W/kg
  9. Motorola MOTO VE240 – 1.52 W/kg
  10. BlackBerry Bold 9000 – 1.51 W/kg

A lista dos aparelhos mais seguros, por sua vez, conta com vários da Samsung:

  1. Samsung Impression (SGH-a877) – 0.35 W/kg
  2. Motorola RAZR V8 – 0.36 W/kg
  3. Samsung SGH-t229 – 0.38 W/kg
  4. Samsung Rugby (SGH-a837) – 0.46 W/kg
  5. Samsung Propel Pro (SGH-i627) – 0.47 W/kg
  6. Samsung Gravity (SGH-t459) – 0.48 W/kg
  7. T-Mobile Sidekick – 0.50 W/kg
  8. LG Xenon (GR500) – 0.52 W/kg
  9. Motorola Karma QA1 – 0.55 W/kg
  10. Sanyo Katana II – 0.55 W/kg

Como a maioria dos celulares analisados é comercializada ao redor do mundo, é bom ter essa preocupação na hora da compra. Segundo a Wired.com, políticos dos Estados Unidos também querem pressionar a FCC e o IEEE (órgão regulador da área elétrica e eletrônica) a rever esses limites e fiscalizá-los com mais força.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

U2 lança seu próprio "iTunes LP", porém somente para BlackBerries

Próximo Artigo

Clixtr leva compartilhamento de fotos em tempo real à iPhone App Store

Posts Relacionados