O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Apple e HP melhoram no ranking “verde” da Greenpeace, mas reconhecimento ainda é pouco

Como de praxe, de três em três meses a organização ativista Greenpeace divulga uma nova pesquisa Guide to Greener Electronics, que avalia as empresas de tecnologia e o quanto elas se esforçam para não prejudicar o meio ambiente com seus produtos.

Publicidade

De julho pra cá, a Apple lançou uma série de novos produtos com incontáveis avanços ecológicos e até tomou a iniciativa de publicar uma nova página em seu site detalhando todos os seus esforços — divulgando inclusive, pela primeira vez, números sobre suas emissões de carbono. No final de julho, é bom lembrar, a Greenpeace tomou uma postura direta contra a HP e usou o nome da Apple como exemplo para a concorrente. Mesmo assim, ambas receberam pouco reconhecimento positivo no ranking atualizado (esta é a sua 13ª edição).

Nesse período, a Apple subiu da 11ª para apenas a 9ª posição, somando 4,9 pontos. A Greenpeace diz que ela ainda não é a fabricante de computadores “mais progressiva” nos esforços para remover produtos tóxicos de seus produtos. Ainda assim, a organização diz que a iniciativa mais recente da firma de Cupertino não impactou o ranking por enquanto, mas já a alerta que é preciso reduzir os níveis de carbono.

A HP manteve a 14ª posição, mas foi aplaudida pelo ProBook 5310m — o primeiro PC da empresa a eliminar PVC e retardantes de flama bromados (BFRs) de tudo, menos da fonte de força e cabos. Dell e Lenovo foram duramente criticadas pela ausência de iniciativas semelhantes. A LG, por sua vez, despencou da 4ª para a 11ª colocação, já que adiou seus planos de eliminar componentes tóxicos até o final de 2010. As quatro piores empresas do ranking hoje são, na ordem: Nintendo, Lenovo, Fujitsu e Microsoft.

Publicidade

No lado positivo da coisa, a Philips subiu de 7ª para 4ª, parabenizada por novas políticas de reciclagem de produtos. A Sony ganhou quatro colocações e está agora em 8ª, devido a mudanças no gerenciamento de desperdícios e no uso de químicos. No topo do ranking aparecem Nokia, Samsung e Sony Ericsson.

Como de praxe, eu acho que a iniciativa e esforços da Greenpeace são muito válidos, mas ela não sabe reconhecer positivamente os avanços de empresas diversas quando deve, aparentando sempre ser um tanto radical pro meu gosto.

[via CrunchGear]

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

Primeiro notebook criado pela Apple completa 20 anos

Próximo Artigo
Primeiro comprador do iPhone feliz

Novo estudo coloca iPhone como líder em satisfação dos consumidores, seguido por Android e Pre

Posts Relacionados