Novos rumores contrariam a possibilidade de participação da Apple na criação da tecnologia Light Peak

Enquanto o Engadget crê piamente que a Apple é a gigante por trás da tecnologia Light Peak — apresentada pela Intel na semana passada —, a CNET News trouxe hoje informações vindas de outras fontes que negam essa ideia. A novidade seria um projeto interno da própria Intel, que teria sido apresentado no seu fórum de desenvolvedores após ser avaliado por algumas clientes, dentre elas a Apple.

Publicidade

Módulo Light Peak

Assim como a Apple teria sido consultada por feedback, outras fabricantes também teriam sido. Um dos diretores da Intel responsáveis pela área, Jason Ziller, foi entrevistado pela CNET News ontem e também fez afirmações similares: a Light Peak vem sendo lapidada pela Intel nos últimos dois anos, enquanto era desenvolvida, preparada para especificações e documentada.

Graças a isso, será a Intel quem fornecerá os componentes necessários para a sua implantação em computadores, assim como foi ela quem projetou as máquinas de testes usadas na primeira demonstração, em vez da Apple. Várias empresas, como Foxconn, Foxlink, Avago, SAE e Iptronics, estão interessadas em contribuir com o projeto, bem como adaptá-lo para situações que não envolvam, necessariamente, o cenário de desktops e notebooks.

A Light Peak, no momento, usa um conector com limite de banda de 10Gpbs separado para entrada e saída de dados. Ainda não se sabe direito como o mercado reagirá a essa nova tecnologia junto das já populares FireWire e USB, mas a ideia da Intel não é passar por cima de nenhum padrão de armazenamento, e sim fazer com que ela coexista com essas ofertas junto da integração com padrões de vídeo (DVI, DisplayPort e HDMI).

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…