O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Analistas da UBS e Morgan Stanley aumentam expectativa para a AAPL; iPhone poderá bombar em 2010

Analistas de duas grandes firmas de investimento fizeram hoje declarações sobre as finanças da Apple e o futuro da empresa. Maynard Um, da UBS, alterou a classificação da AAPL de “neutra” para “compra”, elevando seu preço alvo de US$170 para US$265. Kathryn Huberty, da Morgan Stanley, aproveitou a oportunidade para fazer estimativas bastante positivas com relação ao iPhone.

Publicidade

Caixas iPhones

UBS

As previsões positivas têm direta relação com o crescimento de receita na venda de iPhones, estimulado por uma base instalada de usuários cada vez maior e o sucesso da App Store. Investidores estão muito positivos, também, com o fim de contratos exclusivos de distribuição, como o da O2 no Reino Unido. Durante o ano fiscal de 2010, a Apple poderá vender 36 milhões de iPhones, em vez dos 25,9 milhões que Maynard previa anteriormente.

Um aspecto específico sobre o futuro da Apple foi abordado por Maynard, porém: a firma de Cupertino estaria preparando o lançamento de um novo projeto, que serviria de acesso central a todo tipo de conteúdo digital através de todos os produtos da Maçã. Com o uso do iTunes e do MobileMe, qualquer dispositivo poderia ser usado para o acesso a materiais, e tudo isso seria integrado com redes sociais. Para a UBS, isso estimulará bastante a venda de produtos da Apple.

[via iStockAnalyst]

Morgan Stanley

A expectativa da Morgan Stanley é ainda maior que a da UBS: em 2010, a Apple poderá vender 41,7 milhões de iPhones — o dobro do que era previsto para 2009. A firma de análises dá grande ênfase a acordos não-exclusivos com operadoras, que elevaram o market share do smartphone na França, por exemplo, em 136%.

Se a Apple abrisse o iPhone para mais operadoras nos Estados Unidos — como a Verizon Wireless —, a analista estima que a sua fatia no setor poderia mais do que dobrar, para 12,2%. Hoje, ela tem 4,9%.

Publicidade

Kathryn prevê um faturamento de US$45,3 bilhões para 2010, bem acima dos US$38,2 bilhões estimados anteriormente.

[via Fortune Brainstorm Tech]

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

Produtora de Eminem e Apple resolvem disputa fora dos tribunais

Próximo Artigo

Microsoft divulga preços oficiais do Windows 7 no Brasil; e Mac é que é "caro demais"

Posts Relacionados