O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Nokia processa Apple nos Estados Unidos por infração de patentes no iPhone [atualizado]

A Nokia anunciou hoje que registrou um processo contra a Apple no estado norte-americano de Delaware, alegando que ela infringe dez patentes relacionadas a tecnologias criadas para lidar com comunicações em aparelhos móveis. No caso, o produto da Apple que infringe todas as criações especificadas pela Nokia é o iPhone, e nenhuma geração dele foi descartada por ela na acusação.

Publicidade

Nokia

Os inventos em questão cobrem aspectos dos padrões GSM, UMTS e WLAN para dispositivos compatíveis, envolvendo recursos com tráfego de dados sem fio, codificação de fala, segurança e criptografia — este último aplicado apenas ao iPhone 3GS. Aparentemente, não se trata de nada buscando prejudicar a Apple, pois a Nokia já entrou em acordos de licenciamento de uso desses recursos patenteados com cerca de 40 empresas.

Em seu comunicado oficial, a Nokia não demonstrou nenhuma hostilidade contra a Apple, mas quer que a indústria se beneficie da suas inovações do jeito certo, sem que qualquer um infrinja parte do seu portfólio de patentes, fruto do investimento de mais de 40 bilhões de euros só nos últimos 20 anos. Ao mesmo tempo, ela não aparenta possuir problemas em compartilhar suas tecnologias com outras empresas, mas, no seu caso com a Apple, alguma coisa aparenta não ter dado muito certo em negociações passadas.

Publicidade

“O princípio básico da indústria de celulares é que as empresas contribuintes no desenvolvimento de tecnologia estabeleçam normas de criação de propriedade intelectual, que devem ser seguidas pelas demais”, disse Ilkka Rahnasto, vice-presidente dos setores jurídico e de propriedade intelectual da Nokia. “A Apple também deve seguir esse princípio. Ao se recusar a concordar com as condições adequadas para a propriedade intelectual da Nokia, ela está tentando conseguir uma carona na nossa inovação.”

As palavras de Rahnasto podem significar que um acordo com a Apple não foi concretizado devido a alguma discordância nas condições impostas pela Nokia, em que a fabricante do iPhone também pode ter se recusado a pagar pelo licenciamento das tecnologias. De qualquer forma, assim como a Nokia se posicionou perante a imprensa sobre o processo, a Apple deverá fazer o mesmo em breve.

[via Daring Fireball | imagem: 9 to 5 Mac]

Atualização

De acordo com Gene Munster, analista da Piper Jaffray, a Nokia pretende recolher da Apple 1% ou 2% de royalties sob cada iPhone vendido até hoje. O valor total variaria entre entre US$200 e US$400 milhões — embora o valor de US$400 milhões tenha sido considerado por Munster algo “improvável”.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior
iPhone trancado na AT&T

AT&T tem mais um trimestre positivo; ativa um recorde de 3,2 milhões de iPhones

Próximo Artigo

Windows (Vista SP3?) 7 lançado com novos comerciais; Apple o chama de "antiquado"; Ballmer fala

Posts Relacionados