Surgem mais especulações sobre a chegada do iPhone à Verizon no terceiro trimestre de 2010

iPhone 3GS deitado, de lado

Os boatos da chegada do iPhone à Verizon Wireless voltaram a ficar em evidência na noite de hoje, com um novo rumor trazido pelo AppleInsider de que a Apple lançará uma nova geração do aparelho suportando todas as principais redes de telefonia celular existentes no mundo. Isso permitirá que ela atue em muito mais mercados do que hoje, suportando tanto as redes 3G atuais, quanto as redes de operadoras como a Verizon, atualmente incompatíveis com qualquer modelo de iPhone.

Publicidade

iPhone 3GS deitado, de lado

Devido a isso, o aparelho poderá deixar de ser produzido pela Foxconn e seus pedidos de fabricação passarão para as mãos da Pegatron, uma subsidiária da ASUSTeK. As fontes do rumor alegam que a mudança será feita “para evitar que ela fique restrita a uma produtora”, e o produto resultante dessa parceria deverá trazer novidades na sua construção, incluindo uma tela de 2,8 polegadas no lugar da atual, com 3,5 polegadas.

Para suportar as mais populares redes de telefonia móvel em um número bem maior de países do que hoje, a Apple deverá empregar nos aparelhos um novo hardware compatível com tecnologias CDMA e GSM/UMTS, usando componentes produzidos pela Qualcomm. Teoricamente, usuários contarão com uma cobertura de uso em muito mais países do que hoje, julgando que esse hardware dará aos novos iPhones suporte para todas as principais operadoras do mundo — incluindo a Verizon, que deverá ser a próxima parceira da Apple na venda do seu smartphone nos Estados Unidos.

Publicidade

Contudo, no lado da Verizon (que é citada como a principal responsável pelas mudanças), as coisas não ficam muito boas com essa descoberta, da mesma forma que para outras concorrentes do iPhone. A expectativa de esse rumor se concretizar pode fazer com que os usuários fiquem aguardando pelo novo aparelho, em vez de se aventurar por aparelhos como Motorola DROID, BlackBerry Storm2 e outros aparelhos da Palm ou equipados com Android.

Voltando ao lado da Verizon, esse medo de os usuários aguardarem um novo iPhone compatível com ela coincide com as pesadas taxas que ela instituiu recentemente para rescisão de contratos, pois é quase certo que muito clientes vão querer trocar seus smartphones atuais por ele. A longo prazo, isso também pode ser ruim para AT&T, pois uma parcela dos seus clientes que usam iPhone só estão com ela por causa dos seus aparelhos.

Estima-se que o contrato de exclusividade da Apple com a operadora expire no terceiro trimestre de 2010, no mesmo período em que a introdução desse novo iPhone é esperada.

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…