O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Polêmica paira sobre patente da Apple que embute propagandas no seu sistema operacional

Caricatura de Steve Jobs com maçã mordida

Caricatura de Steve Jobs com maçã mordidaNo final de outubro, divulgamos um pedido de patente da Apple que cobre um mecanismo de veiculação de propagandas embutido ao seu sistema operacional. Quase um mês mais tarde (neste sábado), o repórter Randall Stross iniciou uma baita polêmica sobre o assunto, em um editorial publicado no NYTimes.com.

Publicidade

O ponto focal da discussão talvez seja o fato de o nome de Steve Jobs ser o primeiro mencionado na patente. Das 30 invenções da Apple divulgadas desde março de 2008 que citam o nome dele, apenas em 4 isso se repete — ou seja, o projeto teve envolvimento direto do CEO, o que também não quer dizer que ele irá de fato se tornar realidade um dia.

Enquanto alguns afirmam que esse pode ser um movimento macieiro para combater os produtos e soluções do Google, eu imagino que, apesar de estarmos falando de algo bastante improvável de se materializar, a ideia da Apple deva ser oferecer uma opção aos consumidores. Aliás, imagino que algo assim _só poderia existir_ como opção, e não como algo generalizado.

O cliente Tweetie para Mac é um ótimo exemplo do que quero dizer: o programa possui duas versões, uma paga (e não é das mais baratas: US$20) e uma gratuita. A diferença entre elas? Propaganda, apenas. Eu conheço gente que se dispôs a pagar os tais US$20 pelo software, mas eu, pessoalmente, não me incomodo nem um pouco com a publicidade veiculada nele, e preferi utilizá-lo dessa forma.

Publicidade

Com os produtos da Apple, a coisa poderia funcionar da mesma forma. Imagine só a gama de possibilidades mercadológicas que se abriria para a empresa, caso ela decidisse comercializar Macs, iPods e/ou iPhones subsidiados por propaganda? Penso que um público que hoje considera os preços de seus produtos inviáveis (e até mesmo estudantes, sempre com orçamentos apertados) não se importaria nem um pouco com a ideia. Alguém já se revoltou com o Gmail ou com o MSN por causa das mídias ali expostas?

Mais uma vez, vale lembrar: pedidos de patentes (que dirá as nem sequer aprovadas, ainda) não querem dizer nada em termos de futuros produtos da Apple. É bem capaz que nunca vejamos algo assim se tornando realidade, mas trata-se de um projeto bastante curioso e polêmico — aquecido esta semana, também, pela informação de que a AdMob teria sido abordada pela Apple antes do Google. E você, caro leitor, o que acha?

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

Além de incorporar jogos na nuvem para o desktop, OnLive também funcionará em iPhones

Próximo Artigo
Logo da Apple na Retail Store da Quinta Avenida, em NYC

Rumor sugere que a Apple lançará aplicativo para iPhone destinado a clientes das suas lojas

Posts Relacionados