O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Review: Nimbuzz 1.4 para iPhone e serviço NimbuzzOut

Ícone do Nimbuzz para Mac

Há uma semana exata, a Nimbuzz liberou a versão 1.4 do seu aplicativo para iPhones/iPods touch e anunciou o lançamento do serviço NimbuzzOut, concorrente do SkypeOut para ligações internacionais. Desde então venho experimentando ambos no meu iPhone 3G, e devo dizer que as novidades trazidas são bem bacanas.

Publicidade
Nimbuzz 1.4 no iPhone Nimbuzz 1.4 no iPhone Nimbuzz 1.4 no iPhone

Antes de chegar ao serviço — que é o ponto focal deste review —, é importante notar que os avanços feitos recentemente pela Nimbuzz têm sido fundamentais para o mantimento do seu software como um dos mais populares e completos em termos de comunicadores instantâneos na plataforma móvel da Apple. Já experimentei diversos por aqui — incluindo fring, IM+ e outros — e considero o Nimbuzz a solução mais bem acabada atualmente.

Nesta nova versão, um dos aspectos bastante modificados foi o layout dos chats em texto, que agora lembra muito a interface do iChat do Mac OS X, com balões de fala. A coisa realmente melhorou bem, mas achei um pouco estranho o campo de texto se movimentar junto com os chats; acho que ficaria melhor se ele fosse fixo no rodapé da tela. Atualização: dando um toque duplo no meio da tela, o cliente esconde o campo de texto.

Publicidade

Uma coisa que tem me incomodado bastante no Nimbuzz, também, é a demora que ele leva para se conectar. Pra falar a verdade, eu acho que ele tem algum bug ao se conectar com login/senha já salvos, porque eu sempre observo uma conexão mais rápida quando mando cancelar e aí aperto “Login” manualmente, uma segunda vez.

Nimbuzz 1.4 no iPhone Nimbuzz 1.4 no iPhone Nimbuzz 1.4 no iPhone

A lista de contatos está bem organizada e mostra os avatares das pessoas, apelido e mensagem pessoal, bem como o ícone correspondente à rede pela qual ela está conectada. Todavia, tanto no Nimbuzz para iPhones/iPods touch quanto para Mac, eu sinto bastante falta de uma integração com a Agenda (Address Book), que faça os contatos ficarem agrupados em si. No Adium isso é fantástico, pois eu não preciso ver nomes duplicados das mesmas pessoas na minha lista.

A área de chamadas do Nimbuzz suporta, além do NimbuzzOut, os serviços de voz sobre IP (VoIP) SkypeOut e SIP — mas estes dois não serão comentados hoje. Para que eu pudesse avaliar o serviço, a Nimbuzz me cedeu US$10 em chamadas pelo aparelho.

Publicidade

A primeira coisa que observei e que pode ser bastante aprimorada em futuras versões é a necessidade de o usuário ter que inserir um número no formato +DDI DDD NÚMERO, ou seja, toda a lista de contatos que vejo na minha agenda se torna inútil, visto que meus números estão formatados da seguinte forma: (DDD) NÚMERO. O Nimbuzz nem sequer deixa que eu copie ou edite um telefone já cadastrado; é preciso digitar, mesmo, tudo manualmente — mesmo se for um telefone brasileiro (exemplo: +55113888-3444).

No geral, serviços de VoIP não valem a pena para ligações locais. Se você estiver fazendo um interurbano vale consultar as taxas, mas a coisa fica bem interessante mesmo em ligações internacionais. A Nimbuzz postou uma calculadora de taxas em seu site, assim você pode saber exatamente quanto custará uma determinada ligação, de onde pra onde, em que moeda (por enquanto, apenas dólar norte-americano e euro são suportadas) e a depender de ser para telefone fixo ou móvel.

Nimbuzz 1.4 no iPhone Nimbuzz 1.4 no iPhone Nimbuzz 1.4 no iPhone

Após digitar o número manualmente na tela de discagem do Nimbuzz, a ligação é imediatamente iniciada. Não estranhe a interface toda preta (última screenshot acima, à direita); é isso mesmo: em sua versão atual, o Nimbuzz não oferece nenhuma função durante ligações, nem sequer um alto-falante. O único botão disponível é o de “Desligar” a chamada.

Publicidade

Nos diversos testes os quais realizei por aqui, a maioria proporcionou uma qualidade de ligação bastante satisfatória. Em alguns casos, fiz questão de não informar à pessoa que estava ligando pelo Nimbuzz, e ninguém notou nada de anormal. As duas únicas vezes que observei um pouco de latência na ligação foi numa chamada para um celular em São Paulo e outra para um fixo na Nova Zelândia. Ainda assim, nada que prejudicasse absurdamente a comunicação.

Como usuário de longa data do SkypeOut, posso dizer que ambos os serviços se equiparam em qualidade, portanto a escolha do usuário depende do aplicativo que melhor lhe satisfazer e, é claro, das taxas cobradas entre os serviços, que variam bastante. Infelizmente, nenhum dos dois ainda funciona via 3G no iPhone, mas espera-se que isso mude em breve.

O Nimbuzz requer o firmware 2.0 ou superior de iPhones/iPods touch e não custa nada na App Store (4MB).

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

Google Earth para iPhone chega à versão 2.0

Próximo Artigo

MacKeyHoleTV: um programa para você assistir a canais japoneses ao vivo em seu Mac

Posts Relacionados