O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Mozilla reconhece uso elevado de CPU para carregamento de páginas no Firefox

Ícone do Firefox (com sombra)

Ícone do Firefox (com sombra)Talvez o maior problema do Firefox — embora eu ache que o Rafael não diria a mesma coisa ou apenas isso — é o seu uso elevado de CPU quando comparado ao dos seus principais concorrentes, tanto no Mac OS X, quanto no Windows. Isso é até oficialmente reconhecido pela Mozilla e, de acordo com a CNET News, tende a causar problemas cada vez maiores conforme o hardware em questão é mais limitado, algo fácil de se constatar em MacBooks Air (e até nos brancos, eu diria) e Macs mini.

Publicidade

Esse fator de alto consumo de CPU costuma variar de usuário para o usuário, porém, conforme a Mozilla esclarece em um artigo de suporte, é facilmente notável por todos durante o carregamento e processamento de páginas. Um usuário comum costuma ter de 6 a 12 delas abertas — independentemente de estarem em abas ou janelas —, algo que, no caso do Firefox, serve para gerar possíveis problemas durante o dia, notáveis pela lentidão da interface ou pelo calor gerado pela máquina, consequentemente resfriado pelas ventoinhas.

Quando comparado com o Safari, o navegador da Mozilla pode consumir de 4 a 15 vezes mais CPU e, numa época em que máquinas ultraleves ou com pouco poder computacional fazem sucesso, usá-lo para navegação diária pode se tornar cada vez mais difícil. Há diversas áreas nas quais ele pode ser mais pesado do que outros concorrentes, incluindo plugins (como o Flash Player, que é muito mais leve no Safari), JavaScript (fácil de se notar passando alguns minutos no Google Wave) e extensões em geral, que normalmente são construídas com poucas preocupações em sua performance e estabilidade.

Publicidade

A versão 3.6 do Firefox, em desenvolvimento pela Mozilla, tenta compensar esse alto consumo de CPU tornando a interação do usuário com suas funções mais veloz e também mudando aspectos do comportamento de plugins e extensões. No entanto, uma das funções que a empresa mais divulga em seu navegador, que é o caso do suporte nativo a Open Video, é a mais propícia a aumentar o uso de CPU e a temperatura das máquinas, e pouco se pode fazer nessa área quando não existe aceleração de hardware nativa para esse formato de vídeo.

Como já disse, notar problemas de CPU com o Firefox é algo que varia muito entre usuários: nem todos o acham ruim, mas nem todos conseguem usá-lo numa boa sempre. O pouco que a Mozilla pode fazer nessa área é ceder dicas, para nos ajudar a reduzir o consumo de recursos enquanto navegamos pela internet. Quem sente esses problemas constantemente no Mac pode se sentir aconselhado a buscar um navegador mais leve, como o Safari.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

MyStore Campinas comemora um ano de vida com pocket show da banda Spyzer

Próximo Artigo
iPhone 3GS deitado, de lado

Exclusividade da AT&T para a venda do iPhone nos Estados Unidos acabará em junho de 2010, diz analista

Posts Relacionados