O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Chrome para Mac ganhará suporte a extensões até o final da semana

Ícone do Google Chrome para MacAlém de liberar a versão beta do Chrome para Mac, o Google também lançou nesta semana o tão aguardado suporte a extensões, disponíveis no momento apenas para as suas versões Linux e Windows. Porém, até o final da semana, elas também deverão funcionar no Dev Channel do browser para o sistema da Apple, sem uma previsão exata para serem atualizadas no beta liberado há dois dias.

Publicidade

Enquanto isso não acontece, a galeria de extensões do Google para o Chrome, no ar desde o início da semana, está fazendo enorme sucesso, principalmente entre desenvolvedores. De acordo com o TechCrunch, o número de extensões existentes por lá passou de 500 ontem à noite, mostrando que a API implementada no browser pela sua desenvolvedora é capaz de competir muito bem em um setor dominado atualmente pelo Firefox, da Mozilla.

O rápido crescimento da galeria pode ser explicado pela forma como extensões são construídas para o Chrome, demonstrada ontem pelo Google em um dos seus eventos para desenvolvedores, e considerada muito mais fácil do que no Firefox. Elas são baseadas em tecnologias web — como HTML, CSS e JavaScript — e, para as necessidades mais simples, podem ser criadas do zero em cinco minutos — entenda isso como um gadget do Google Talk ou Twitter, não um exemplo do tipo “Hello, world!”.

Publicidade

Após criá-las, elas não necessariamente precisam ser enviadas para a galeria do Google, mas é para lá que os usuários serão mandados quando forem procurá-las no browser. Por sorte, a gigante de buscas não implicará com quase ninguém em nenhum processo de review (ou seja, o processo de envio é imediato), mas exigirá que algumas delas sejam verificadas, caso necessitem de recursos nativos da máquina, como acesso aos sistemas de arquivos.

No ponto de vista do usuário final, elas também funcionam muito bem. Um dos aspectos que eu achei bastante interessante foi o fato de elas não diminuírem a performance do navegador e não exigirem a reinicialização do mesmo após a instalação, também imediata. Isso ocorre porque, assim que instaladas, elas ocupam processos separados, sem interferir na navegação dos usuários. Ademais, o Google também comprometeu-se a atualizar todas elas automaticamente, sem que eles percebam.

Com todos esses cuidados, é possível concluir que o Google aprendeu com quase todos os pontos negativos da concorrência, ao lançar sua API de extensões para desenvolvedores. Se você instalou a versão beta do Chrome para Mac e deseja aguardar o suporte a extensões no Dev Channel, este artigo do Google ensina como fazer a migração de um para outro — atente para o fato de que isso pode trazer bugs e/ou problemas indesejados.

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

Electrolux cria conceito de aspirador de pó silencioso com dock para iPod

Próximo Artigo

Microsoft entra em contato com a Apple e solicita retirada do 360 Live da iPhone App Store [atualizado]

Posts Relacionados