O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

iPhone poderá vender até cinco milhões de unidades por ano, na China [atualizado]

Katy Huberty, analista da Morgan Stanley, divulgou hoje uma nota direcionada a investidores na qual prevê que, apesar do início lento, as vendas do iPhone na China poderão chegar a cinco milhões de unidades por ano. Huberty ressaltou que a base instalada de iPhones desbloqueados na terra do rolinho primavera chega a dois milhões de aparelhos, um número equivalente ao de iPhones oficiais em alguns países europeus e asiáticos.

Publicidade

Adicionalmente, a analista prevê que o preço demasiadamente elevado do iPhone na China tem sido um obstáculo para a adoção em larga escala: caso seja ofertado um modelo pré-pago mais barato, ela explica, as vendas do smartphone poderão dobrar, chegando a até dez milhões de unidades por ano. “O preço do aparelho, dos seus planos de dados e o alto investimento inicial foram citados por 85%, 66% e 56% dos entrevistados, respectivamente, como razões para não comprar um iPhone”, divulgou na nota, referindo-se aos resultados de uma pesquisa feita com 1.050 pessoas pertencentes “ao segmento de mercado acessível ao iPhone”.

A previsão da Apple, tomando como base as 300 mil unidades já vendidas em parceria com a China Unicom, é 1,2 milhão de iPhones vendidos no primeiro ano. Huberty acredita que este número poderá ser extrapolado por conta de uma campanha de marketing e uma turnê de apresentações por 46 cidades, em andamento desde o final de 2009. Tim Cook, na apresentação de resultados financeiros ocorrida dia 25, mencionou que os planos da Maçã para o país envolvem “fortalecimento da marca a longo prazo” sem atenção às vendas imediatas, tendo em vista o potencial futuro do mercado chinês.

[via AppleInsider]

Atualização

Além do fortalecimento da marca no mercado chinês e a possibilidade de preços mais baixos, a oferta de iPhones dotados de conectividade WAPI (o protocolo usado na China para Wi-Fi) certamente influenciará positivamente as vendas. O site PCPOP alega (tradução Google) que a Foxconn teria iniciado a fabricação de iPhones com esta capacidade.

Publicidade

Como bem lembramos, o smartphone da Apple foi lançado sem poder se conectar a redes locais sem fio, apenas a redes celulares, por conta de uma proibição do governo chinês. Tal impedimento foi retirado, porém só depois de muitos aparelhos “capados” terem sido fabricados, o que ajudou a tornar o lançamento no país um fiasco, com não mais de cinco mil unidades vendidas na primeira semana.

[via MacRumors]

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

Gizmodo revela nota interna da Apple sobre problemas nas telas do novo iMac

Próximo Artigo
Maior empresa de dispositivos móveis do mundo?

Nokia diz que Apple errou ao colocar-se como maior empresa de dispositivos móveis

Posts Relacionados