O melhor pedaço da Maçã.
MM News

Receba os nossos principais artigos diariamente, por email.

Em reunião interna na Apple, Steve Jobs detona lema do Google, chama Adobe de preguiçosa e fala sobre iPhones e Macs em 2010 [atualizado]

A rivalidade entre Apple e Google está agora “oficializada”: numa reunião com seus empregados realizada no dia seguinte ao lançamento do iPad, Steve Jobs detonou o lema “Don’t Be Evil” da gigante de Mountain View, caracterizando-o como uma “idiotice”.

Publicidade

Fontes que participaram do evento contaram à Wired.com que Jobs estava bastante decepcionado com o Google, pois a Apple não entrou no segmento de buscas, enquanto eles resolveram adentrar o negócio de telefones celulares — no qual já eram parceiros — com o Android e o Nexus One. “Esteja certo: o Google quer matar o iPhone. Nós não deixaremos que isso aconteça.”

Aproveitando o clima, Jobs também deu uma indireta na Adobe, chamando-a de “preguiçosa” por não polir o Flash para Mac. Ele confirmou que a Apple não oferece a tecnologia no iPhone devido a estabilidade, destacando que o Flash é nada mais nada menos que a maior fonte de travamentos no Safari para Mac. Jobs aposta que desenvolvedores aos poucos abandonarão o Flash em prol do HTML5, que já suporta transmissões de vídeo diretas sem a necessidade de plugins — vide novidades recentes do YouTube e do Vimeo.

Publicidade

O MacRumors completou a reportagem dizendo que a Apple planeja lançar atualizações para o iPhone que deixarão o Android e outros concorrentes comendo poeira, destacando que o smartphone, junto com o iPad e o Mac, são os produtos mais importantes com os quais Jobs já trabalhou. “O próximo update do iPhone será A+”, teria dito o CEO da Maçã.

Falando sobre a aquisição do Lala, Jobs disse que queria sua equipe trabalhando no iTunes. Além disso, afirmou que os Macs lançados em 2010 levarão a Apple “a um novo nível” e já descartou qualquer possibilidade breve sobre a implementação de Blu-ray, afirmando que seus softwares são “uma bagunça” e que a Apple prefere esperar as vendas bombarem antes de adotar o padrão.

Atualização (1/2)

Com base na descrição dos fatos feita por John Gruber, do Daring Fireball, vamos a alguns esclarecimentos, pra não deixarmos dúvidas:

  • Jobs teria dito, na verdade verdadeira, que “há times dentro do Google que querem nos matar”. Ou seja, não é a companhia inteira — provavelmente apenas o time do Android.
  • Ele também não teria dito “bullshit”, e sim “crap” (oooh!).
  • Steve estaria com saudades da Adobe de antigamente — o que confere um contexto com nuances levemente distintas ao chamá-la de “preguiçosa”.

All clear? 😉

Ver comentários do post

Carregando os comentários…
Artigo Anterior

The Omni Group compromete-se a portar seus cinco apps de produtividade para o iPad

Próximo Artigo

Cliente de IM Trillian ganha versão alpha para Mac OS X

Posts Relacionados